Agência do Ambiente espera ainda hoje resultados das análises à água do mar

80 casos de irritação cutânea na Costa de Caparica levaram autoridades a desaconselharem banhos
18 de julho de 2013 - 11h22



A Agência Portuguesa do Ambiente (APA) realiza hoje análises à água do mar da margem sul do Tejo e espera ter os primeiros resultados durante a tarde, disse à Lusa fonte da instituição.



O registo de quase 80 casos de irritação cutânea nas praias da zona da Costa de Caparica na quarta-feira fez com que as autoridades desaconselhassem hoje os banhos de mar a toda a população na margem sul do Tejo.



O aviso abrange uma zona desde a Cova do Vapor até ao Cabo Espichel, apanhando as praias de São João da Caparica, Costa de Caparica, Fonte da Telha, Lagoa de Albufeira e Meco.



As autoridades recomendaram também a adultos com maior fundo alérgico e a crianças que não entrem no mar em São Pedro do Estoril, onde na quarta-feira foram registados 12 casos.



Nos casos registados na semana passada nas praias da linha de Cascais, os resultados laboratoriais mostraram que havia “uma concentração de microalgas que aumentou, mas estavam mortas”.



Na segunda-feira, a APA, decidiu levantar o desaconselhamento de banhos por não ter estabelecido uma relação causal entre as situações de comichão relatadas por várias pessoas e a presença de microalgas nas águas.



Hoje, a mesma fonte referiu que têm sido feitas “análises diárias” à água do mar e reiterou que “não foi estabelecido um nexo de causalidade” entre a elevada abundância de microalgas e os casos de reação cutânea registados.



Lusa
artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários