Açores abre concurso para recrutar 42 médicos

O Governo dos Açores anunciou esta quarta-feira a abertura de um concurso para recrutar 42 médicos, de várias especialidades, para os três hospitais e oito unidades de saúde no arquipélago, por ser “premente fazer face ao crescente número de aposentados”.
créditos: MARIO CRUZ/LUSA

A autorização para abertura dos procedimentos de recrutamento no âmbito das entidades públicas empresariais no setor da Saúde foi hoje publicada no Jornal Oficial da Região Autónoma dos Açores e há agora um prazo de três meses para se realizar.

O executivo açoriano adiantou que a abertura das 42 vagas resultou do levantamento das necessidades efetuado junto dos serviços de saúde. Onze vagas destinam-se à categoria de medicina geral e familiar nas Unidades de Saúde de ilha de Santa Maria, São Miguel, Terceira, Faial, Pico, Corvo, São Jorge e Flores.

Quanto aos três hospitais açorianos, distribuídos pelas ilhas de São Miguel, Terceira e Faial, pretende-se recrutar especialistas de ortopedia (três), cardiologia (dois), cirurgia geral (dois), medicina interna (dois), anestesiologia (dois), nefrologia (dois), patologia clínica (dois), pediatria (dois), psiquiatria (dois), radiologia (dois), pneumologia (um), infecto-contagiosas (um), medicina intensiva (um), urologia (um), otorrinolaringologia (um), gastrenterologia (um), estomatologia (um) e cirurgia vascular (um)

Sem prejuízo das restrições em vigor no país, o Governo dos Açores argumenta que “não se pode descurar que o número de médicos na categoria de assistente graduado sénior”, por ser “fundamental no âmbito do internato médico, para efeitos de reconhecimento da idoneidade formativa dos serviços e estabelecimentos”.

Para além disso, faz notar que a existência de um maior ou menor número de médicos detentores desta categoria “influencia decisivamente” o funcionamento dos serviços integrados no Serviço Regional de Saúde.

artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários