Acordo com o Governo coloca 12 hospitais de misericórdias em 'pé de igualdade' com os públicos

Assinatura do acordo tem hoje lugar na Misericórdia do Porto

O Ministério da Saúde assina hoje acordos com 12 hospitais das Misericórdias que os colocam em 'pé de igualdade' com os hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS), revelou à Lusa uma fonte das Misericórdias.

A maioria destes 12 hospitais situa-se na região Norte: Esposende, Fão, Felgueiras, Lousada, Marco de Canaveses, Póvoa de Lanhoso, Riba de Ave, Vila do Conde e Vila Verde.

O protocolo de cooperação abrange ainda o hospital da Misericórdia na Mealhada, na região Centro, e os hospitais da Misericórdia de Benavente e Entroncamento, em Lisboa e Vale do Tejo.

“Os acordos vêm na sequência de um protocolo assinado em março de 2010 entre o Ministério da Saúde e a União das Misericórdias Portuguesas (UMP), que coloca os hospitais das Misericórdias em pé de igualdade com os outros hospitais públicos que integram o SNS”, adiantou à Lusa a mesma fonte.

Com este acordo, os utentes que optarem pelos hospitais das Santas Casas da Misericórdia “passam a pagar apenas as taxas moderadoras”, como sucede nos hospitais da rede do SNS, acrescentou.

Na altura da assinatura do acordo, o presidente da UMP, Manuel Lemos, disse que a versão revista do protocolo, em vigor desde 1995, vai permitir 'aproveitar melhor a capacidade instalada' das Misericórdias, que poderão fazer 'mais consultas, mais cirurgias, mais perto das pessoas, com mais rapidez e menos custos para as pessoas'.

O protocolo vai tornar 'mais sólidas e mais transparentes' as relações entre o Estado e as Misericórdias, que irão 'prestar mais cuidados de proximidade, com mais qualidade', frisou na altura Manuel Lemos.

Abrangendo todas as áreas dos cuidados de saúde, o protocolo coloca as Misericórdias em situação de equivalência com os serviços oficiais integrados no Serviço Nacional de Saúde.

A assinatura do acordo de cooperação terá lugar às 11:30, na Misericórdia do Porto.

29 de março de 2011

Fonte: LUSA/SAPO

Comentários