Abertas mais de cem vagas para médicos no Algarve

Segundo Ordem dos Médicos, faltam 300 médicos no sul do país
4 de julho de 2014 - 10h01



O ministro da Saúde, Paulo Macedo, anunciou na quinta-feira (03.07) que estão abertas mais de cem vagas para médicos de várias especialidades no Algarve, incluindo medicina familiar, após a denúncia da Ordem dos Médicos de falta de clínicos na região.



"Temos mais de cem vagas abertas; só na área de medicina geral e familiar, temos cerca de 70", assinalou aos jornalistas, em Lisboa.



Paulo Macedo adiantou, sem mais pormenores, que um concurso para recrutamento de médicos já foi aberto e que um novo deverá ser lançado na próxima semana.



Na semana passada, o ministro anunciou, no parlamento, a contratação de 45 enfermeiros para o Algarve, e também de mais médicos, embora sem precisar o número.



Na altura, a Ordem dos Médicos estimou a falta, no Algarve, de mais de 200 clínicos, temendo problemas de acesso à saúde durante o verão.



Segundo o Conselho Regional do Sul, no Algarve faltarão cerca de 100 médicos de medicina geral e familiar e entre 100 a 200 médicos hospitalares.



O ministro da Saúde participou hoje, em Lisboa, no encerramento de uma reunião de peritos sobre a modernização da educação dos profissionais do setor, uma iniciativa promovida pela Organização Mundial de Saúde, a convite de um jovem médico português.



Por Lusa
artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários