"Affluenza", uma doença que só afeta meninos ricos e descendentes de multimilionários

É uma patologia do foro psicossocial que se caracteriza pela desresponsabilização de quem nasce em berço de ouro. Embora não seja reconhecida pela Organização Mundial de Saúde, já valeu de argumento de defesa em tribunal e atenuação de pena nos Estados Unidos.

O norte-americano Ethan Couch, com 18 anos, ficou conhecido em 2013 por ter sido a primeira pessoa em todo o mundo a ver a pena de prisão atenuada por ter uma suposta doença que só afeta descendentes de famílias ricas.

Ethan Couch voltou a ser preso, em dezembro de 2015, no norte do México, juntamente com a mãe. Era procurado por uma alegada infração durante o período de liberdade condicional que lhe foi concedido durante 10 anos em 2013, quando atropelou mortalmente quatro pessoas e feriu outras nove.

Na altura, os testes de alcoolemia revelaram que a percentagem de álcool no sangue de Couch no momento do acidente era três vezes superior ao limite da legislação no Texas.

A juíza Jean Boyd aceitou como atenuante o principal argumento da defesa: o jovem, então com 16 anos, sofreria de affluenza, uma suposta doença que só afeta descendentes de famílias abastadas.

Leia tambémA doença de Lady Gaga que afeta milhares de portugueses

Quem reforçou o argumento da defesa foi o psicólogo Dick Miller. Segundo ele, o acusado, membro de uma das famílias mais ricas do Estado, seria vítima de uma educação irresponsável. Ethan Couch sofreria de affluenza, uma condição pela qual não seria capaz de medir nem entender as consequências dos seus atos, fruto da falta de repreensões ou limites.

A patologia ou fenómeno social não é reconhecida pela Associação Psiquiátrica dos Estados Unidos, nem por nenhum outro órgão oficial.

Também nunca foi citada pelo Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders, em inglês), uma das "bíblias" de psicólogos e psiquiatras em todo o mundo, escreve a BBC.

Na foto figura a socialite norte-americana Paris Hilton. A herdeira do império Hilton esteve já várias vezes detida por posse ilegal de droga, condução perigosa e condução sob o efeito de álcool.

Veja ainda: 22 doenças que são (no mínimo) muito estranhas

artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários