Diabetes e exercício físico

Saiba quais são as modalidades a evitar se sofre desta doença

Quem sofre de diabetes não pode descurar a prática de uma atividade física regular.

Os principais benefícios são a melhoria do controlo glicémico e a perda de peso, assim como a melhoria de parâmetros de saúde cardiometabólica, autoestima e sensibilidade à insulina. O paciente deve, contudo, monitorizar a glicose sanguínea antes, durante e depois do exercício.

O remo, a marcha e a bicicleta melhoram a função cardiovascular e não exigem um esforço intenso.

Frequência

É recomendada atividade física durante cinco a sete dias por semana, com uma duração de 20 a 60 minutos por sessão ou duas sessões diárias mais curtas.

Modalidades a evitar

Actividades de alto impacto ou elevada intensidade, como step, corrida e saltos, devido aos cuidados a ter com os pés e à retinopatia, que pode estar na origem de um possível descolamento da retina. Também não se deve praticar exercício durante o pico de actividade de insulina nem uma hora após as injeções intramusculares.

Texto: Raquel Amaral com Duarte Galvão (fisioterapeuta)

artigo do parceiro:

Comentários