Yoga do riso

A risoterapia, ou yoga do riso é uma técnica proveniente da Índia e que já se espalhou por todo o mundo.

O Yoga do Riso é uma actividade lúdica com o objectivo de mudar o estado de ânimo dos seus participantes , através de exercícios de relaxamento. O método foi criado por Madan Kataria, um médico indiano que concluiu que a gargalhada ajuda no processo de recuperação das doenças e dos desequilíbrios emocionais.

Hasya, em sânscrito, significa sorrir, gargalhar, dar risadas. E o Hasya Yoga tornouse, portanto, o yoga do riso. Na Índia já existem associações dedicadas especialmente a esta modalidade de yoga, são espécies de clubes, onde os membros se reúnem para rir durante períodos que duram, em média, uma hora.

O idealizador do Hasya Yoga é o médico indiano Madan Kataria, o método que desenvolveu é inspirado em algumas técnicas do Yoga, mais especificamente os pranayamas e os asanas, que depois adaptou para formarem sequências harmoniosas que têm por finalidade simularem uma boa gargalhada. O objectivo é que os participantes se riam.

No início o riso é induzido por meios artificiais, sendo que logo se transforma em algo absolutamente espontâneo. Segundo o Dr. Madan Kataria, duas sessões de yoga do riso por semana, de 15-20 minutos de duração, melhoram muito a produtividade de uma empresa, reduzindo o stress e aumentando a motivação e a eficiência.

O Hasya Yoga foi concebido para ser praticado em grupos com vários participantes, pois a motivação é muito maior. Compartilhar esses momentos de alegria pode fazer toda a diferença para se alcançarem melhores resultados.

Conexão entre yoga e riso

A palavra yoga significa conectar. No fundo a conexão que encontramos entre o yoga e o riso é a ligação entre os exercícios de respiração e os exercícios de riso, que ajudarão a conectar o corpo com a mente. Através do exercício do riso ajudamos o nosso cérebro a recuperar o sentido de humor e a achar de novo graça à vida.

Eficácia no trabalho

O yoga do riso é uma excelente dinâmica de grupo que fortalece os laços entre os colaboradores da empresa e em países como a Dinamarca, a Alemanha, a Índia e a França já é utilizado com um meio de prevenção, tanto para doenças como no absentismo laboral, tendo neste momento um grande sucesso.

Um estudo científico nos EUA mediu a auto-eficácia de empregados que praticaram Yoga do Riso durante 15 minutos em 15 dias de trabalho consecutivo. A auto-eficácia consiste em acreditar na sua habilidade em organizar e executar a acção necessária para conseguir um objectivo ou controlar uma situação, ela tem uma influência directa na eficácia do trabalho.

Depois de 3 semanas de sessões diárias de Yoga do Riso todos os participantes melhoraram em todas as habilidades de CAP (Capabilities Awareness Profile = perfil de consciência das capacidades). Passaram de empregados com "potencial" a empregados com "aptidões". As melhorias persistiram depois do estudo.

Saiba mais na próxima página

Em que consiste uma sessão de riso?

Uma sessão de riso é a prática de exercícios de respiração (pranayama) juntamente com exercícios de riso. Passamos do riso falso ao riso verdadeiro e do sistema simpático ao sistema parassimpático, através da libertação de endorfinas que são as hormonas que produzem uma agradável sensação de bem-estar e de relaxamento.

A base de uma sessão de riso está em rir sem motivo, por nada, rir pelo simples prazer de rir, como quando éramos crianças.

Como funciona uma sessão de riso

Uma sessão de riso é realizada colocando as pessoas em semi-circulo para que consigam manter o contacto visual entre elas. Realizam-se exercícios profundos de respiração para começar a aquecer o corpo e oxigenar o mesmo.

Realizam-se depois estiramentos e movimentos de aquecimento antes de começar a sessão propriamente dita, bate-se palmas com um ritmo 1-2 – 1-2-3 enquanto se canta ho ho ha ha ha, e durante uns 20 minutos realiza-se a sessão propriamente dita usando exercícios de riso, tais como o riso do telemóvel.

Após cada exercício canta-se ho ho ha ha ha. No fundo uma sessão de riso ajuda a "reprogramar"os nossos hábitos de pensamento. Após a realização de 12 ou 13 exercícios de riso, tanto de grupo como individuais, passa-se à posição de sentados e realiza-se mais dois ou três exercícios para as pessoas começarem a sentir o relaxamento.

A sessão acaba com as pessoas deitadas a rirem sem motivo, depois realiza-se uma meditação ou relaxamento guiado para as pessoas descontraírem completamente. Uma vez finalizada a sessão fala-se um pouco sobre como as pessoas que fazem parte do grupo se sentem, e acaba com uma despedida eufórica a dizer, “somos as pessoas mais felizes do mundo!”

Estrutura da Sessão

- Introdução – explicação do método

- Relaxamento exercícios físicos e de respiração

- Exercício riso base

- Exercícios de interactividade

- Exercícios individuais

- Exercícios sentados em círculo

- Riso deitado

- Relaxamento

Risos – alguns exemplos:

Riso base

Verbaliza-se “Oh Oh Ah Ah Ah” acompanhado com palmas acima e abaixo da linha da cintura.
Emitir este som estimula o diafragma, de onde provém o verdadeiro riso.

Saiba mais na próxima página

Riso da factura

Finge-se que se tem uma factura na mão, aponta-se para ela e rimos.

Riso do telemóvel

Finge-se que estamos a ouvir uma piada e rimos.

Riso do fio dental

Rimos ao mesmo tempo em que fingimos que estamos a passar o fio dental pelo cérebro e se limpam os pensamentos que não interessam.

Riso do coração

Desenham-se corações no ar, desde o mais pequeno ao maior e as gargalhadas acompanham o tamanho.

Riso da flecha

Finge-se que vamos lançar uma seta e diz-se “Eh Eh Eh”, ao mesmo tempo que se puxa a corda e, ao soltá-la, solta-se uma forte gargalhada.

Riso do argumento

Aponta-se o dedo e rimos.

Riso do perdão

Rimos ao mesmo tempo que se faz o gesto de saudação “Namasté” do Yoga.

Benefícios da prática regular de yoga do riso

Praticar yoga do riso coloca-nos no presente, é como praticar uma meditação activa já que quando estamos a rir não pensamos (não podemos fazer as duas coisas ao mesmo tempo). Dá-nos a habilidade de viver o agora e assim experimentar a sensação de felicidade.

As pessoas que riem preocupam-se menos do que as que não riem, pelo que acabam por ser mais divertidas. O riso faz-nos ver as coisas mais toleráveis. Uma fórmula para ver a vida de uma maneira mais divertida, mantendo-nos mais saudáveis.

Não se trata de estar todo o dia a rir, trata-se de nos divertirmo-nos mais com o riso do que sem ele. O riso ajuda-nos a encarar melhor as coisas como as mudanças na vida, os conflitos e os problemas, já que nos dá uma melhor perspectiva do que está a acontecer.

Através do riso sentimo-nos melhor porque este dilui as três emoções mais dolorosas que são o medo, a raiva e o tédio. O yoga do riso leva-nos a estar e a sentirmo-nos alegres. A alegria nasce dentro de nós, com a alegria estamos no momento presente a desfrutar plenamente do que está a acontecer.

Saiba mais na próxima página

O riso aumenta a nossa auto-confiança, porque faz-nos sentir mais seguros e faz-nos sentir mais confortáveis em qualquer situação, ajudando-nos a desinibir. Também está demonstrado cientificamente que rir baixa os níveis de ansiedade.

O riso evita os conflitos entre pessoas, somos mais abertos aos acontecimentos quando estamos a rir com outras pessoas. O riso em grupo é um poderoso transformador de hábitos e emoções. Pensamos mais claro. Quando rimos com outras pessoas sentimo-nos divertidos e alegres, tornamo-nos uma boa companhia.

Doses regulares de riso e jogos ajudam a manter relações amorosas para toda a vida. Rir sem motivo torna-nos seres mais queridos, já que não precisamos de analisar ou julgar os outros. O riso quebra as possíveis barreiras que se possam gerar entre as pessoas e ajuda a ganhar cumplicidade com elas. Quando rimos em grupo o criticismo parece desaparecer.

O riso é também a ponte para o amor incondicional. Rir sem motivo ajuda a desenvolver o nosso sentido do humor e ajuda-nos a encontrar mais riso nas nossas vidas. Através do riso desenvolve-se o potencial das pessoas. Todos os seres humanos têm um potencial infinito a desenvolver para atingir tudo o que se deseja.

O nosso lado esquerdo do cérebro é analítico, lógico e a sua capacidade é limitada. O lado direito do nosso cérebro tem a ver com a intuição, com a imaginação, com a invenção, a arte, a música a criatividade a meditação e a cura. Uma das formas de o estimular é brincando.

O clube do riso permite-nos estar nesse estado já que socialmente não podemos brincar com qualquer um ou com qualquer situação. O riso é um estado mental que nos deixa transmitir para o exterior o melhor que temos cá dentro, emoções tais como o prazer, o amor, a paz, a compaixão, a alegria e uma agradável sensação de bem-estar.

O riso muda-nos para melhor. Somos criaturas de hábitos. O riso ajuda-nos a "reprogramar" psicologicamente, e muda as nossas respostas de comportamento, de negativas para positivas.

Muitas vezes limitamo-nos num tipo de personalidade e quando rimos despontamos outras formas de personalidade que nem sabíamos existir. Por exemplo pessoas muito tímidas acabam por se transformar em autênticos showmans.

Cultivar o riso interior

Para rir sozinho utilizamos as mesmas técnicas que aprendemos durante a realização de uma sessão de riso, ou seja as respirações profundas e os exercícios de riso, e praticamos todos os dias. O objectivo principal de rir sozinhos é que o riso faça parte de todas as nossas actividades diárias.

Saiba mais na próxima página

Para rir sozinhos podemos rir em casa, avisando os nossos amigos ou familiares que aprendemos estas técnicas para nos sentirmos melhor no nosso dia a dia, para eles não ficarem em estado de choque.

Também podemos rir sozinhos no nosso local de trabalho explicando exactamente a mesma situação e explicando sobretudo que rir melhora de uma forma substancial o ambiente de trabalho.

O que são os clubes de riso?

Um clube do riso é um espaço onde um grupo de pessoas se encontra com regularidade para realizar sessões de riso. Pode ser ver filmes, dançar, festejar uma festa de ano, é mesmo idealizado para ser um clube social ou um ponto de encontro de pessoas com interesses comuns e com o fim de se divertirem.

Um clube de riso serve como plataforma para poder rir à vontade com outros membros do clube sem os condicionantes sociais habituais, e assim desenvolver a nossa capacidade de voltar achar graça às coisas que nos acontecem na vida. Um clube de riso não distingue hierarquias e é uma instituição independente sem ligações políticas nem religiosas.

Formação para líder do riso

Para criar um clube de riso deve tirar a formação de líderes de riso pela escola Dr. Madan Kataria com um dos formadores que já existem em Portugal. Este título dá acesso a toda a informação que precisa para abrir um clube, dinamizá-lo e saber realizar uma sessão de riso completa.

Em 1995, Kataria criou a fundação Clube Internacional do Riso e, dez anos mais tarde, o “Laughter Yoga International”. Neste momento existem mais de 5.000 Clubes de Riso em todo Mundo espalhados em 40 países. Em Portugal, existem cerca de 65 professores do riso, ou líderes certificados, e 18 clubes do riso.

Benefícios físicos

Centenas de estudos demonstram que o riso faz milagres à mente e ao corpo. Em termos físicos estes são alguns dos benefícios do yoga do riso:

- Ajuda o corpo a lutar contra o "stress"

- Ajuda a controlar a pressão sanguínea

- Ajuda a aliviar a dor e dá-nos uma sensação de bem-estar

- Dilata o tórax e melhora a respiração

- Liberta endorfinas no cérebro, o analgésico natural do corpo

- Mantém o rosto jovem

- Aumenta a tonificação muscular, principalmente os músculos do abdómen

- Reforça o sistema imunitário, activando as células que combatem as infecções

Fotografia: ©Monika Olszewska - Fotolia.com
Agradecimentos: Sabrina Tacconi Lorente, líder de riso pela escola Dr. Madan Kataria; Yoga Espaço Purana, Lisboa

artigo do parceiro:

Comentários