Harmonização energética

Apresentamos uma massagem onde os movimentos são feitos com esferas pelo corpo e rosto.

As esferas, ao serem mobilizadas pelo corpo, emitem ondas sonoras e vibratórias que se propagam num embalar delicioso até cada uma das nossas células. Este é um ritual de harmonização energética que conduz a um estado de equilíbrio. A massagem de esferas foi criada tendo como base a fusão dos conceitos da massagem das pedras e a terapia das taças tibetanas.

Conceitos importados do Oriente e adaptados ao Ocidente. Ao serem movimentadas através do corpo, as esferas massajam e emitem um som cuja vibração se propaga pelo organismo. Sendo o nosso corpo constituído por 75% de água, é através desta que as ondas sonoras se propagam, provocando um relaxamento profundo, seguido de uma harmonização energética que desencadeia o processo natural de cura e bem-estar.

É como se as ondas massajassem cada célula do seu corpo. Na massagem das esferas não se aplicam cremes ou óleos, e as pressões são feitas apenas com as esferas em contacto com a pele, não existindo portanto qualquer toque no corpo com as mãos. Esta harmonização energética pode ser feita no chão ou numa marquesa, num ambiente silencioso de modo a que só o som das esferas se oiça. O resultado final é um bem-estar profundo e de acção prolongada.

Material das esferas

As esferas são feitas de madeira e revestidas de uma matéria rígida e sem atrito, tipo cromado, para poderem deslizar suavemente. Contêm dentro de cada uma delas outras esferas de uma liga de vários metais nobres, os mesmos que são usados nos cuencos (taças tibetanas). É esta liga que permite em movimento a emissão de um som tão específico. Uma emite o som do yin e a outra do yang. As esferas são de uso único e oferecidas ao cliente no final da sessão. É ainda ensinado ao cliente o uso do som das esferas para momentos de relaxamento.

Saiba mais na próxima página

Massagem passo a passo

Decúbito dorsal

A massagem inicia-se com “bombeios” (movimentos) com pressão coordenados com a respiração. Com este método, a profissional vai-nos induzindo a um estado de entrega e relaxamento. Depois, inicia-se a aplicação das esferas com deslizamentos de um ponto para outro. Este movimento é feito lentamente e sem interrupção.

Nos peitorais os “bombeios” devem ser longos e profundos. No abdómen deve-se fazer deslizamentos seguindo o trajecto do cólon, isto é, no sentido dos ponteiros do relógio, estimulando a energia yang. Nas mãos, as pressões devem ser profundas, pois temos nesta zona muitos pontos reflexos importantes.

Por sua vez, nos membros inferiores fazem-se deslizamentos em sintonia, rodando as esferas no sentido contrário aos dos ponteiros do relógio, ou seja: estimulando a energia yin. No pé, os dedos são massajados com pressões nas falanges.

        

Decúbito ventral

 

Vai-se massajar o bordo da coluna, que é estimulado do occipital até ao sacro. A pressão é feita nos espaços intervertebrais. A massagem dos braços é feita apenas na zona escapular (deltóides), sendo feita como um prolongamento do trabalho das costas. A massagem finaliza com deslizamentos de vai e vem na planta dos pés.

Profissional: Ana Jorge, directora técnica da Eclat
Agradecimentos: Carla Machado, Relações Públicas Eclat – SPA Urbano, Faro

artigo do parceiro:

Comentários