Fadiga laboral: saiba como evitar

Posturas estáticas, movimentos repetitivos e sedentarismo são os principais causadores da fadiga laboral. A dor e o desconforto podem evoluir para limitações funcionais. Mas então o que podemos fazer para combater estes sintomas?

A partir desta terça-feira, o SAPO Lifestyle, em parceira com a empresa E-Act, começa a publicar uma série de vídeos sobre saúde laboral. Produzir mais com eficiência é um dos maiores desafios dos novos tempos. Saber como praticar o equilíbrio entre o trabalho do corpo e da mente é um dos segredos para este sucesso. Para tal, precisamos capacitar e prevenir as limitações que possam afetar o funcionamento harmonioso do nosso sistema.

Assegurar que o nosso espaço de trabalho está ergonómico e funcional, fazer pausas e trocas de posturas são pequenos gestos que fazem uma grande diferença. Concilie estas dicas com alguns exercícios que pode fazer no seu local de trabalho:

1º Alongar região da cervical: usar força normal dos músculos da região cervical e braços em direções opostas para sentir alongar e no limite funcional da região.

2º Movimentar braços e mãos: ativar e mobilizar as articulações em direção ao chão favorece a circulação dos tecidos o que promove maior conforto.

3º Espreguiçar o corpo: estenda os braços para cima, inspirando e expirando o ar lentamente. É importante manter o alinhamento da coluna e a alongamento do tronco  em direção ao teto.

4º Estender e fletir a coluna vertebral e ombros : estique o corpo no limite funcional para frente (olhar para o umbigo)  e para trás com mínima flexão de joelhos (olhar para horizonte) para mobilizar as articulações.

Em caso de dor e desconforto persistentes, procure um profissional de saúde especializado.

artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários