8 comportamentos que ajudam a controlar a dor sem medicação

Existem hábitos e gestos que pode passar a incluir no seu dia a dia para reduzir o impacto do sofrimento e da aflição, muitas vezes a roçar a tortura, que muitas doenças provocam

A dor começa por ser aguda e, depois, se não for tratada, pode tornar-se crónica. A dor aguda é geralmente um sinal de alarme, importante para o diagnóstico de várias doenças. Por outro lado, a dor crónica caracteriza uma dor persistente ou recorrente durante, pelo menos, três a seis meses que tem repercussões na saúde física e mental. Para a controlar, existem estratégias que se resumem a gestos simples que pode facilmente incluir na sua rotina diária. Tome nota:

1. Faça uma boa gestão do seu tempo

Planeie o dia de forma a estar mais ativo quanto tem mais energia e mantenha horários de sono saudáveis.

2. Ocupe-se

Desenvolver atividades todos os dias deixa-nos mentalmente menos disponíveis para a dor.

3. Aprenda a movimentar-se

Parar pode aliviar no imediato, mas a prazo é contraproducente.

4. Exercite-se

Nade, dance e ande de bicicleta. Existem exercícios específicos para músculos e articulações. Para saber quais são os melhores para si, fale com um fisioterapeuta.

5. Socialize

Falar com outras pessoas melhora a disposição.

6. Divirta-se

Inclua uma atividade que lhe dê prazer nas suas tarefas diárias.

7. Reduza o stresse

Aprenda exercícios de respiração e meditação ou, simplesmente, reserve tempo para ler.

8. Experimente técnicas alternativas

O recurso a um fisioterapeuta, quiroprático, osteopata ou profissional credenciado de medicina tradicional chinesa pode ajudar a vencer a dor. Aconselhe-se com o seu médico.

artigo do parceiro:

Comentários