Acro yoga

A modalidade que mistura yoga, acrobacias e massagem thai

Quando me perguntaram
se estava interessada em fazer um
workshop de acro yoga respondi
imediatamente que sim.

Sempre
quis experimentar yoga, mas a
oportunidade nunca tinha surgido. Só depois de ver as imagens das
posições que iriam ser ensinadas é
que pensei «bom, talvez fosse melhor
ter algumas aulas de yoga antes!», refere a jornalista Sónia Ramalho.

Se está a pensar o mesmo, fique
descansada. É muito mais fácil do
que parece à primeira vista.
O acro yoga testa-nos a flexibilidade,
força e equilíbrio numa
combinação perfeita. E para quem
nunca tinha conseguido fazer o pino,
terminar o workshop a voar em
posições invertidas apoiada nos pés
do parceiro é algo surpreendente.

Primeiro contacto

Festival Boom, Idanha-a-Nova,
agosto de 2010. Foi neste cenário
que Shivani Cristina, do espaço Lotus
– Yoga, Meditação e Welness, descobriu
o acro yoga. «De repente vi duas
pessoas a fazer acrobacias junto ao rio
e fiquei fascinada. Quis experimentar
imediatamente», admite. Adorou a
experiência e começou a fazer contactos
para dar a conhecer a modalidade
a mais pessoas.

Em outubro,
a passagem por Portugal de Jacob
Handwerker, instrutor norte-americano de acro yoga, foi o
pretexto ideal para organizar um
workshop que juntou várias pessoas
dispostas a aceitar o desafio de voar.

O conceito

Desenvolvido por Jason Nemer
e Jenny Sauer-Klein, esta «é uma
modalidade que mistura posturas
de yoga, movimentos acrobáticos
e massagem thai», explica Jacob
Handwerker, o instrutor que aproveitou
as férias em Lisboa para ensinar
as bases do acro yoga. «Fiz algumas
posições junto ao rio, na Praça
do Comércio, e foi muito engraçado
ver a reação das pessoas», comenta.

«Nunca vou conseguir fazer
isto» é a reação mais comum
quando se olha para as imagens das
posições acrobáticas, qual artistas
do Cirque du Soleil. Contudo,
depois de perceber as bases dos movimentos e que tudo não passa de
uma questão de equilíbrio, torna-se
surpreendentemente acessível.

Benefícios para a saúde

Esta atividade lúdica e dinâmica
aumenta o potencial físico e de concentração,
desenvolvendo a autoconfiança
à medida que se conseguem
fazer posições cada vez mais difíceis.
«O acro yoga pode ser praticado por
pessoas de todas as idades» garante o
instrutor. E, uma vez que as posições
são executadas por duplas ou em
grupo, esta é uma boa oportunidade
para praticar a modalidade em família.

«Tenho duplas de pais e filhos,
o que é muito bom para estimular a
confiança e proximidade na família.
Potencia o companheirismo e a
superação de desafios», comenta.

Exercício versus massagem

As acrobacias são acompanhadas por
técnicas de massagem thai, antes ou
depois dos movimentos, o que ajuda a
alongar ou a relaxar os músculos e aliviar
tensões.

Além de benéfico para o
equilíbrio e flexibilidade, o acro yoga
aumenta a paz de espírito e «abre o
nosso coração para as pessoas», sublinha
Jacob Handwerker, que incluiu
no workshop sequências de asanas
(posições), yoga em dupla, inversões
assistidas, acrobacia básica a dois e voos
terapêuticos. Apenas uma nota, se tiver
problemas de coluna convém consultar
um médico antes de levantar voo. Para saber mais sobre acro yoga, vá a www.lotusyogamed.com.

Texto: Sónia Ramalho com Jacob Handwerker (instrutor de acro yoga)

artigo do parceiro:

Comentários