Pesto de cânhamo e manjericão

Uma ótima solução para dar um toque especial às suas massas ou saladas

As sementes de cânhamo têm uma proporção de omega 3 e 6 ideal para a saúde humana. São igualmente ricas em minerais e em aminoácidos essenciais, o que as torna numa fonte completa de proteínas. Pela sua riqueza nutricional podem mesmo ser consideradas um super alimento da natureza.

O consumo do óleo e das sementes de cânhamo é ideal para pessoas com baixo nível de ácidos gordos essenciais, e também para atletas e crianças. É ainda particularmente valioso à população vegetariana e vegana, que encontra no cânhamo uma fonte completa de proteínas.

As sementes de cânhamo inteiras (com casca) são óptimas para fazer leite de sementes de cânhamo, para germinados ou moídas para usar em receitas com farinha. Por sua vez, as sementes descascadas são ideais para povilhar massas, saladas, arroz, para enfeitar sobremesas ou para comer simples.

O óleo de cânhamo tem um sabor suave e é ideal para temperar saladas. Devido ao seu elevado índice em ácidos gordos essenciais, não deve ser aquecido porque o calor destruirá os ácidos gordos. No entanto, pode ser adicionado a todos os alimentos retirados do calor, para melhorar o seu sabor e índice nutritivo.

Veja agora como fazer a receita de pesto com cânhamo e manjericão:

1 mão cheia de folhas de manjericão fresco
3 colheres de sopa de Sementes de Cânhamo (descascadas) Iswari
1 dente de alho, sem o centro
60 ml de azeite extra-virgem
1 pitada de sal

Colocar todos os ingredientes num recipiente próprio para varinha mágica e processar até estar tudo bem triturado.

Servir com noodles de courgete ou numa salada.

Descubra mais sobre um estilo de vida saudável aqui.

Comentários