O que (ainda) há por descobrir nas tascas mais típicas de Lisboa

Não têm um ar gourmet e muito menos uma arquitetura de interiores digna de figurar numa revista mas fazem-se valer pela simpatia do serviço e, sobretudo, pelo sabor autêntico dos petiscos que servem

artigo do parceiro:

Comentários