Não é o Museu Guggenheim, é uma adega alentejana a 40 metros de profundidade

A planície do nordeste alentejano acolhe uma das estruturas mais singulares e belas do mundo dos vinhos. A Herdade do Freixo, concelho de Redondo, mima os seus néctares numa adega construída de raiz a 40 metros de profundidade. Uma obra de arquitetura e engenharia que surpreende. Os vinhos, merecem o mesmo cuidado nos detalhes e na diferenciação.

artigo do parceiro:

Comentários