Um bombom em honra da Torre dos Clérigos

A confeitaria Arcádia não quis deixar passar em branco os 250 anos sobre um dos grandes símbolos portuenses, a Torre dos Clérigos. Criou, por isso, um doce que chama pelo nome deste monumento projetado por Nicolau Nasoni e construído no século XVIII.

O bombom comemorativo, o Clerigus, nasce de uma parceria da centenária marca Arcádia com um dos chefes de cozinha de nomeada da nossa praça: Hélio Loureiro. O docinho que honra a Torre dos Clérigos possui no interior uma ganache de chocolate com canela e gengibre. A cobrir, chocolate de leite.

Entretanto, a caixa que embrulha estes Clerigus (em combinações de dois bombons- 1,90 euros, oito bombons – 6,00 euros e 32 bombons - 24,00 euros,) foi desenhada  por Cláudia Salgueiro, uma estudante de Belas Artes que venceu um concurso de ideias para estes bombons lançado pela Arcádia.

Os bombons estão à venda nas lojas da Arcádia espalhadas pelo país, no Posto de Turismo da Câmara e na Torre dos Clérigos.

Situada em pleno coração do Porto, a Arcádia assume-se como uma fábrica de confeitaria artesanal, mantendo a tradição nas suas receitas e processos de fabrico onde são utilizados somente produtos naturais selecionados.

Pertencente à família Bastos desde 1933, a Arcádia é hoje famosa pelos seus bombons e línguas-de-gato de chocolate, entre outras especialidades.

 

artigo do parceiro:

Comentários