Quem gosta de pimentos vai querer espreitar o blogue “Intrusa na Cozinha”

Mensalmente contamos com o desafio deixado pelo blogue “Intrusa na Cozinha” em torno de um novo alimento. Este mês de agosto, estival e festivo, é dedicado ao Pimento. A Marta Dionísio abre o seu blogue a todos os que quiserem partilhar receitas com este ingrediente.

Agosto sabe a verão pleno, a petiscos à beira-mar ou em parques frondosos onde não faltam, inevitavelmente, os churrascos. E com estes, um dos alimentos que melhor combina com estes meses quentes, o pimento. É com este alimento que Marta Dionísio, do blogue “Intrusa na Cozinha” renova o seu desafio mensal à blogosfera: “Tragam uma receita, talvez aquela que tantas vezes tem ficado em lista de espera, ou aquela que repetem vezes sem conta nas vossas cozinhas sem que lhe tivessem dado o devido destaque, ou a outra que é de família, a que tem um segredo, aquela que desperta memórias”.

Quem gosta de pimentos vai querer espreitar o blogue âIntrusa na Cozinhaâ

Na prática, basta deixar o link da receita proposta nos comentários da publicação que abre o ingrediente do mês no blogue “Intrusa na Cozinha”. Se o proponente não tiver blogue pode enviar um email à Marta Dionísio com a receita e uma foto. A bloguer fará a publicação, com os devidos créditos. Pode, ainda, identificar a receita com a hashtag #martaingredientofthemonth.

Como é hábito o repto de Marta Dionísio vem acompanhado de uma apresentação ao alimento em destaque. No Bilhete de Identidade do Pimento podemos ler que “Pimentão (português brasileiro) ou pimento (português europeu), cientificamente conhecido como Capsicum annuum, é muito utilizado na culinária de todo o mundo. Existem frutos com diferentes cores sendo as mais conhecidas o verde, o amarelo e o vermelho. Porém, existem outras variedades bastante exóticas, como o branco, o roxo, o azulado, preto e laranja. São plantas nativas do México, América Central e do norte da América do Sul”, conta-nos Marta.

Uma apresentação do Pimento que não esquece dicas de compra, conservação e confeção: Na hora de escolher, prefira pimentos rijos, brilhantes e sem manchas ou indícios de podridão. Um pimento verde, depois de colhido, nunca vai passar a vermelho.Pode conservar o pimento na zona inferior do frigorífico dentro de uma película plástica por mais de uma semana. Também pode ser congelado, de preferência inteiro para diminuir a exposição ao ar que pode degradar quer o sabor quer o conteúdo nutricional”.

“Depois de bem lavado, o pimento pode ser consumido cru ou cozinhado. No nosso país, é muito comum comer uma salada de pimentos assados acompanhada de sardinhas, mas também poderá usar os pimentos em cru numa salada variada”, lemos no post do “Intrusa na Cozinha”.

Informação que é complementada com dados nutricionais: “O principal componente do pimento é a água, apresentando, por isso, um baixo valor energético. É uma boa fonte de fibra insolúvel, que melhora o trânsito intestinal e ajuda a regular o apetite”.

“Os pimentos destacam-se pelo seu conteúdo em vitamina C e carotenos, sobretudo os pimentos vermelhos. Dentro dos minerais, destaca-se o potássio”.

A Marta abre-nos o gosto para nos aventurarmos na cozinha e, com ela, completar mais um capítulo no livro de receitas ingrediente a ingrediente.

artigo do parceiro:

Comentários