Conceito Bastardo: um vinho amor-ódio

Rita Marques, enóloga responsável pelo projeto dos vinhos Conceito, define-os como irreverentes. A prová-lo este Conceito Bastardo 2015 que chega agora ao mercado nacional, com apenas cinco mil garrafas disponíveis.

Os vinhos de Rita Marques, enóloga responsável pelo projeto dos vinhos Conceito, são a extensão da sua própria irreverência. É o caso do Bastardo, herdeiro do nome de uma das castas mais misteriosas do Douro, atualmente em vias de extinção. Chama-lhe uma “brincadeira séria”, que começou em 2007.

Contam as histórias que as uvas bastardas eram as primeiras a nascer nas videiras e as primeiras a serem provadas, na ânsia de antecipar a qualidade da colheita. Contudo, o bago pequeno e a sua maturação precoce, efeitos da má adaptação a climas quentes e secos, não lhe permitiam produzir em quantidade, tendo sido usadas, durante muito tempo, como complemento a outros vinhos para lhes conferir aromas, condimento e qualidade.

A audácia de Rita Marques serviu, por isso, de motivação para desafiar as potencialidades da casta e as primeiras conclusões foram difíceis: este seria um vinho polémico, que despertaria amores e ódios por onde passasse, independentemente do conhecimento ou experiência que se tivesse sobre a matéria. Nada que a demovesse.

O resultado é um vinho de cor mais esbatida que o habitual, semelhante a um rosé mais escuro, e com aromas extremados a cerejas frescas e pimenta branca. Na boca, é surpreendentemente poderoso, especiado, fresco e elegante, com uma excelente aptidão gastronómica. Acompanha bem carnes brancas, sushi e comida oriental.

A imagem do Conceito Bastardo acompanha-lhe o mistério, com um rótulo sugestivo assinado pelo artista João Noutel, que faz uma alusão divertida ao significado literal do nome da casta. E se esta é bastarda, o vinho é legítimo, tendo já um lugar de destaque de prateleiras em todo o mundo. Do total das cinco mil garrafas, apenas 1500 serão destinadas ao mercado nacional, disponibilizadas nas prateleiras em exclusivo pelas mãos da OnWine Distribuição Nacional.

 

artigo do parceiro:

Comentários