«A comida vem cheia de coisas boas»

É uma das mais produtivas bloggers da cozinha em Portugal. Isabel Zibaia Rafael, autora de Cinco Quartos de Laranja, é também professora e autora de livros e define-se como curiosa e bem-disposta.

A “Laranjinha” da blogosfera é uma autêntica máquina de fazer receitas. O seu blog Cinco Quartos de Laranja é um dos mais antigos, lidos e consultados blogs culinários em português. A autora garante pelo menos um post por dia, seja uma nova receita, seja o relato sobre uma experiência. Depois há as aulas, a direção pedagógica de uma escola profissional, as solicitações e os convites para mostrar o seu trabalho. Já foi júri de concursos gastronómicos (como o Melhor Pastel de Nata em 2013), faz showcookings no supermercado biológico Brio, apresenta as suas experiências culinárias em feiras profissionais e está sempre atenta às novidades do mundo da alimentação. É também autora do livro “Cozinha Para Dias Felizes”, título que a define na perfeição. Leia a nossa entrevista com Isabel Zibaia Rafael.

O Cinco Quartos de Laranja é um dos primeiros blogs de cozinha em Portugal ainda em funcionamento. Como surgiu a ideia de o criar?

O blog nasceu em fevereiro de 2006. Na altura havia muito poucos blogs. Eu tive outro blog generalista antes, o Laranja com Canela, onde colocava as minhas leituras, fotografias, um sentimento, um poema, aquelas coisas que as pessoas normalmente fazem. E comecei a sentir necessidade de ter um blog temático. Na altura coincidiu com a leitura do livro de Joanne Harris, “Cinco Quartos de Laranja”, em que a autora fala de um livro de receitas com entremeios da vida pessoal. Eu gostei imenso dessa ligação, da comida, da vida, das histórias. Achei que podia fazer qualquer coisa parecida. Então comecei o blog, de forma mais tímida, não sabia bem que caminho é que havia de seguir. Inicialmente não contava tantas histórias, não havia tantas fotografias. Tem sido uma evolução constante, e a recetividade do público também me tem ajudado a continuar.

bolo de banana com canela e nozes

Há alguma ligação à cozinha anterior a este blog?

Eu sempre gostei de cozinhar. Desde miúda que me lembro de comprar revistas, de colecionar as receitas… Mas há seis anos não pensaria fazer este percurso e chegar aqui!

Fiz alguns cursos na Vaqueiro, assisti a showcookings, vejo imensos programas de televisão, leio imensos livros à procura de ideias e técnicas que me ajudem. Mas sou amadora.

Até porque tem outra profissão…

Sou professora em duas escolas profissionais, o INETE e a EPET; para além desse horário sou directora pedagógica da EPET. Giro a minha vida nestas duas escolas, o blog e todas as atividades que vou tendo à volta disso. Sinto necessidade de ter uma outra atividade. Vejo o blog, a escrita, quase como um escape. É quase como respirar, necessito disto para o meu dia-a-dia. Vejo como uma alegria enorme, faço o blog sempre com um sorriso.

O Cinco Quartos de Laranja foi considerado pelos leitores, em dois anos consecutivos, como o melhor Blog na área de Culinária/Gastronomia (Aventar, em 2011 e 2012). Como justifica esta preferência?

Faço questão em todos os dias publicar, seja uma receita, seja o relato de uma impressão de um restaurante, seja o relato de uma experiência, por exemplo no Peixe em Lisboa. Faço questão de ter uma conversa com os meus leitores. Há sempre qualquer coisa para dizer e normalmente tento fazê-lo diariamente.

As pessoas são sempre muito simpáticas, recebem muito bem. Há coisas que gostam mais, outras menos, como é normal… acho que tem a ver com a seriedade com que o blog coloca nas coisas.

Sopa de couve-flor e abóbora assadas com coentrosAcha que a cozinha é uma área que envolve as pessoas de uma forma positiva, emocional?

Sim e, naquilo que escrevo, tento sempre passar uma mensagem positiva. Há sempre coisas boas, nós é que temos de olhar para elas e descobri-las. Nas minhas mensagens há sempre uma coisa positiva, há sempre um sorriso para dar às pessoas. A comida vem cheia de coisas boas.

Bolo de chocolate

Entretanto publicou um livro de cozinha. Como surgiu essa oportunidade?

O “Cozinha para Dias Felizes”  foi publicado em novembro do ano passado. Surgiu de um convite da editora Marcador. Escolhi algumas receitas do blog e fiz outras receitas, o livro tem mais de 100 receitas. No fundo também é um contar do porquê de cada receita – ou porque fiz uma viagem, ou porque via aquela receita e tentei reproduzi-la. A ideia que quero transmitir é que a comida é felicidade. Quando nos sentamos à mesa é para comemorar qualquer coisa, para festejarmos. Quando chegamos chateados a casa fazemos qualquer coisa boa que nos reconforta e isso modifica o nosso estado de espírito.

 

Quanto aos blogs de cozinha que foram aparecendo, encara como concorrência ou como amigos?

Neste momento já não consigo acompanhar a quantidade de blogs, confesso que com grande pena, porque há blogs muito bons. Mas de uma maneira geral vou seguindo uns que gosto e com os quais me identifico. Mas não vejo como concorrência, é antes uma partilha de ideias. Acho que devemos aprender uns com uns outros. Eu comecei primeiro, se calhar passei por um conjunto de experiências que outras pessoas já não passam. Vejo que quando surge um blog já tem grande qualidade estética, com fotografias bonitas. Quando eu comecei não estava desperta para essa realidade, é uma coisa que fui construindo e fui melhorando.

 

Costeletas de vitela com pesto e chips de beterrabaO Cinco Quartos de Laranja não se fica pelo mundo virtual. Tem sabido posicionar-se em relação a marcas, estar presente em eventos gastronómicos, falar com chefes de cozinha…

Eu sou curiosa e sinto muita necessidade de aprender. Desde a história da alimentação e dos produtos, a aprender a conjugar melhor os sabores. E isso aprende-se com os outros, não é só com as leituras. Procuro estar atualizada, ouvir, aprender com quem sabe, e fazer outra coisa que é transmitir a quem me lê.

Por outro lado, sou bem-disposta, gosto de falar com as pessoas! Os convites que eu recebo, as solicitações, as propostas, são sempre através do trabalho do blog. As pessoas vão vendo e gostando, perguntam se eu estou disponível – a maior parte das vezes estou.

Nota interesse das marcas pelo mundo da cozinha “virtual”?

Acho que os blogs portugueses de cozinha ainda não estão com a projeção que vejo lá fora. As empresas só agora estão a olhar para os blogs de cozinha e a reconhecer o seu valor.

Beringelas com açafrão

Consegue manter o blog sozinha?

Tenho a ajuda do meu marido, Ricardo. Normalmente eu cozinho e depois ele começa a fotografar. Olhamos para a encenação, vemos o que pode ser melhorado, discutimos o que gostamos, há ali uma construção da imagem muito em conjunto. A maior parte das fotografias é dele.

Que conselhos daria a quem está a começar agora?

A imagem é importante. Quando digo imagem não é só a fotografia: é o texto, a apresentação do conjunto. Depois, fazer aquilo que se gosta, passar aquilo que a pessoa é. Se quer parecer uma coisa diferente, mais tarde ou mais cedo as pessoas vão notar, vão achar que está a ser incoerente. Depois, acreditar no seu projeto e trabalhar muito, muito, muito. Pelo menos é a experiência que eu tenho.

Há aqui um investimento muito grande. O que é necessário em termos materiais?

É preciso um computador, uma máquina fotográfica, adereços: pratos, copos, panos, garfos – vários, muitos, para ir variando. Obviamente depende do que a pessoa quer, mas para fazer o food styling tem de ter um conjunto razoável de adereços que permitam ir variando e construir uma imagem agradável para as pessoas. Neste momento, tudo o que aparece no Cinco Quartos de Laranja é nosso. Já temos alguma dificuldade em ter espaço para colocar as coisas!

 E há retorno financeiro?

Não posso dizer que não. Tem algum. Não tem ainda é aquele que eu gostaria, que me permitisse viver do blog. Espero conseguir isso! Mas vai tendo algum retorno e espero que haja mais oportunidades.

 

Os blogues sugeridos pelo Cinco Quartos de Laranja

 

La Tartine Gourmande

Canele et Vanille

Tea and Cookies

Café Fernando

 

 

Ana César Costa

Fotografias: Cinco Quartos de Laranja

artigo do parceiro:

Comentários