Restaurantes portugueses estão a ser desafiados para concurso com 12 mil euros em prémios

Os restaurantes nacionais estão pelo quinto ano, a receber o convite, para apresentar a concurso o prato que faz o seu orgulho à mesa. “O Melhor Sabor de Portugal”, depois de quatro anos com o foco no arroz, alarga este ano o desafio às carnes e peixes. Há 12 mil euros em prémios. O concurso mantém o carácter de solidariedade social.

As candidaturas para este concurso de âmbito nacional promovido pela Unilever Food Solutions decorrem até 30 de abril de 2017. “O Melhor Sabor de Portugal” é uma competição que envolve restaurantes e público em geral. No presente ano, o desafio deixado às unidades de restauração é o de apresentarem a concurso o prato que faz o seu orgulho. Isto em três categorias, prato de arroz, prato de carne e prato de peixe.

A participação é simples. Basta ao restaurante adquirir três produtos do cabaz proposto pela Unilever. Determinado o prato, o concorrente escolhe a categoria (ou categorias) a que concorre. A receita deve apresentar pelo menos um dos produtos selecionados do cabaz. Confecionado o prato, falta apenas fotografá-lo e submeter a candidatura na página criada para o efeito.

A partir deste momento a receita está a votação pública. Esta decorre de 13 de março a 6 de maio. A escolha dos restaurantes finalistas ficará a cargo dos portugueses que, ao votarem no seu prato/restaurante favorito, o farão subir no ranking para um lugar entre os cinco mais votados de cada categoria, que irão à grande final de culinária, a 22 de maio na Academia Time Out, em Lisboa. Para além dos vencedores em cada categoria, o júri vai atribuir quatro menções honrosas.

Nesta fase de votação, quer os restaurantes, quer o público já se candidatam a prémios. Para os consumidores que votarem nos pratos a concurso, há duas viagens a sortear ao longo do período de votação. Adicionalmente, serão realizados passatempos em que os consumidores que fotografem, partilhem e votem, em pelo menos, dois pratos que estejam a concurso também poderão ganhar prémios. Quanto aos restaurantes, os que angariarem mais votos neste período em que são escrutinados, recebem vales de produtos, entre outros prémios.

Os vencedores para a grande final serão escolhidos por um painel de jurados, composto por chefes da Unilever Food Solutions, da Associação Cozinheiros Profissionais de Portugal e das Equipas Nacionais de Competição Culinária. Na final, serão entregues prémios no valor total de 12 mil euros - cada um dos três vencedores receberá prémios num valor de 2 mil euros, enquanto os restantes finalistas terão menções honrosas no valor de 500 euros.

Dando continuidade à iniciativa das edições anteriores, por cada voto único, a UFS doará 100g de arroz às IPSS escolhidas pelos restaurantes finalistas. Nas quatro edições anteriores, então designadas “O Melhor Arroz de Portugal” foram doadas perto de 16 toneladas de arroz.

De referir que em quatro anos este concurso envolveu a participação de seis mil restaurantes e 157 mil votos únicos dos consumidores. Em 2017 sagrou-se vencedor o restaurante Mosteiro do Leitão, na Batalha.

artigo do parceiro:

Comentários