Porto: A 17 de janeiro a piza napolitana é gratuita para todos

O Porto associa-se, a 17 de Janeiro, na Praça dos Leões, à celebração internacional do Dia do Pizzaiolo, atividade declarada pela UNESCO Património Cultural Imaterial da Humanidade. A festa conta com a oferta de piza a todos os que aparecerem no local.

A grande festa da pizza napolitana, que decorre a 17 de janeiro, entre as 11h00 e as 20h00, vai oferecer gratuitamente aos portuenses fatias de um dos mais emblemáticos pratos da gastronomia italiana. Um evento que celebra internacionalmente o pizzaiolo, o profissional que produz a verdadeira piza napolitana.

Na Praça dos Leões, será montado um forno a lenha e uma banca, de onde sairão das mãos dos diferentes pizzaiolos que constituem a “Seleção Portuguesa de Pizzaiolos” (que se sagrou campeã em 2017, numa competição que decorreu em Nápoles) exemplares da piza napolitana.

Porto: A 17 de janeiro a piza napolitana é gratuita para todos

As fatias de piza, ainda quentinhas, serão distribuídas gratuitamente por todos aqueles que acorrerem ao local. Apenas as bebidas, servidas num pequeno quiosque, serão pagas. A tradicional música italiana servirá de banda sonora a este primeiro “Dia do Pizzaiolo”.

Michele Mezzero, presidente da Associazione Pizzaiuoli Napoletani em Portugal, adianta que este evento “será o ponto de partida para a certificação das pizarias que em Portugal cumprem com os requisitos necessários para serem consideradas `Pizaria com Arte Napolitana`”.

A UNESCO declarou, a 7 de Dezembro, a arte do pizzaiolo napolitano como Património Cultural Imaterial da Humanidade, numa reunião que decorreu na Ilha Jeju, na Coreia do Sul.

Foi o culminar de um processo que envolveu uma petição mundial assinada por cerca de dois milhões de pessoas. Esta é um atividade com crescente popularidade em Portugal, sendo que em Nápoles, no Sul de Itália, “pátria” desta piza, se estima que existam cerca de três mil pizzaiolos em atividade.

Em Portugal o evento portuense é uma organização da Associazione Pizzaiuoli Napoletani em Portugal, liderada por Michele Mezzero, e da ASCIP Dante Aligheri, uma entidade fundada pelo General Angelo Arena e dedicada à difusão da língua e cultura transalpina.

artigo do parceiro:

Comentários