Lisboa - Festa do petisco com dezenas de propostas para picar à beira Tejo

Tascas no Cais promete abrir o apetite dos lisboetas e de quem está de visita à capital a partir de 9 de julho. Mais de 50 propostas recriam a grande tradição petisqueira portuguesa e além de restaurantes haverá cozinha ao vivo e cervejas artesanais.

Até dia 19 de julho os restaurantes Can The Can (conceito que reabilita produtos e ingredientes portugueses nobres), Cantina LX (famoso pela preservação dos sabores da grande cozinha tradicional), Tasca de Três (a reunião dos chefes Nuno Diniz e Nuno Barros, a que se juntam o foodie Rodrigo Meneses e alunos da Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa) e Taberna da Rua das Flores (petiscos de sempre polvilhados com pitadas das muitas viagens de André Magalhães pelo mundo) estarão em funcionamento permanente no festival Tascas no Cais, com propostas gastronómicas entre os 3,00 euros e os 12,00 euros.

De tudo um pouco haverá para petiscar neste evento: gaspacho de ameixa e carapau, salada de polvo, tiborna de sardinha, burrito de atum com totopos, ovos mexidos com farinheira e barriga, escabeche de coelho com tosta de pão frito, lagartos de porco alentejano, mousse de chocolate à taberneiro, entre muitos outros pitéus.

A mais de meia centena de propostas poderá ser apreciada em combinação com a gama de cervejas artesanais Super Bock Seleção 1927: Imperial Stout, Cascade Blond Lager, Munich Dunkel e Bavaria Weiss.

A reinterpretação do receituário petisqueiro será ainda lançado, em jeito de desafio, a quatro conceituados cozinheiros portugueses, que vão apresentar-se em sessões de cozinha ao vivo: Vitor Sobral (Tasca e Cervejaria da Esquina, Lisboa, São Paulo e Luanda), dia 11, pelas 19h00; Bertílio Gomes (Chapitô à Mesa, Lisboa), dia 12, pelas 14h00; Justa Nobre (O Nobre, Lisboa e Estoril), dia 17, pelas 21h00; e André Magalhães (Taberna da Rua das Flores, Lisboa), dia 18, pelas 21h00.

Tascas no Cais inaugura a segunda edição na quinta-feira, 9 de julho, das 18h00 às 24h00. De 10 a 18 de julho funcionará das 12h00 às 24h00, e no último dia, dia 19, das 12h00 às 16h00. A entrada tem um custo de 3,00 euros, com oferta de uma cerveja Super Bock Original, de segunda a sexta-feira, das 17h00 às 24h00, e aos fins-de-semana, todo o dia. Nos dias de semana a entrada é gratuita, entre as  12h00 e as 17h00.

O festival é uma organização da Super Bock e da EV-Essência do Vinho, com os apoios da Câmara Municipal de Lisboa, EGEAC – Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural e ATL – Associação de Turismo de Lisboa.

artigo do parceiro:

Comentários