Kook combina sabores japoneses, portugueses e angolanos

Este novo espaço lisboeta tem ambição para se transformar numa referência para a gastronomia lusófona.

O primeiro restaurante do grupo angolano Kook em Portugal abriu em agosto, no Chiado. Mas só em outubro se anunciou a inauguração oficial do espaço, onde o sushi de fusão combina com cozido e muamba. O ambiente informal, aberto e luminoso, com mesas de mármore e bancos confortáveis, ajuda a promover este encontro de culturas.

A ementa (ou antes, a karta) está cheia de “k”: há “bakalhau" à lagareiro, “kataplana" de peixe e marisco, “bitoke" e diversos molhos “kook” para todos os gostos, já que os “petiskos” são um dos pratos fortes da casa. Trocadilhos à parte, o Kook Chiado aposta no sushi de fusão, na gastronomia tradicional portuguesa revisitada pelo chefe David Costa e na introdução de alguns sabores angolanos, estreados pela muamba.

A aventura do Kook começou em Luanda, no final de 2013, quando dois amigos de longa data, Pedro Batista e Rui Rosário, unem as suas capacidades de gestão e paixão pela culinária e decidem apostar numa área de atividade diferente das suas áreas profissionais. O sucesso foi tal que decidiram abrir um espaço mais pequeno, mas com a mesma filosofia, em Lisboa, como “passo intermédio para outros investimentos internacionais”. O objetivo é abrir mais Kooks noutras grandes cidades de língua portuguesa, sendo São Paulo o próximo destino mais provável.

Kook Chiado

Rua Vítor Cordon, 26

1200-484 Lisboa

reservas@kookchiado.com

Comentários