Famosa chocolateira suíça cria novo tipo de chocolate, natural e cor-de-rosa

Depois do preto, do branco e do chocolate de leite, acaba de nascer o chocolate rubi – o primeiro novo tipo de chocolate em 80 anos. A garantia é da empresa suíça de chocolate Barry Callebaut que apresentou a novidade na China.

A chocolateira suíça assevera em comunicado que esta é a primeira versão diferente de chocolate a ser criada de forma natural desde que o chocolate branco foi inventado pela Nestlé há 80 anos.

A empresa diz que usou o grão de cacau Rubi para criar um chocolate com um sabor e suavidade de luxo.

"O chocolate rubi tem um sabor intenso e uma tonalidade avermelhada característica. O grão Rubi é único porque os frutos frescos e os precursores de cor estão naturalmente presentes", explica a companhia Barry Callebaut.

O novo chocolate chama-se "Ruby" e estava a ser desenvolvido há 13 anos, quando a maior produtora de chocolate do mundo, a companhia Barry Callebaut, descobriu um novo tipo de feijão de cacau, cujo pó dá o tom rosa ao produto, dispensando qualquer modificação genética.

Este tipo feijão de cacau pode ser plantado com êxito na Costa do Marfim, no Equador e no Brasil.

"O chocolate Ruby é uma coisa muito diferente e inteligente. É refrescante e tem uma textura leve e cremosa", disse o especialista em chocolate e editor da revista Kennedy’s Confection Angus Kennedy ao jornal "The Sun".

O produto foi lançado num evento em Xangai, China, na semana passada, e irá para as prateleiras dos mercados dentro de seis meses. "Não acrescentamos sabores, corantes ou aditivos: vem tudo do feijão e é tudo natural", garante Peter Boone, chefe do Departamento de Qualidade e Inovação da Barry Callebaut, uma chocolateira sediada em Zurique.

Veja ainda: 10 razões científicas (e surpreendentes) para comer mais chocolate

artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários