Garrafa de água reciclável achatada já à venda na Europa

Resultado de um projeto iniciado há um ano na Austrália, a memobottle chega finalmente ao mercado europeu. Custa cerca de 20 € e tem a capacidade de 750 ml. Não é gira?

A ideia surgiu na mente de Jesse Leeworthy, o designer e engenheiro de produto que, em parceiria com Jonathan Byrt, criou a Memobottle, a empresa que concebeu e que produz a garrafa reciclável do mesmo nome que tem a particularidade de ser achatada e muito fácil de guardar na carteira ou numa pasta. Como cresceram numa vila da região costeira do sul de Melbourne, na Austrália, cansaram-se de ver turistas e locais a mandar para o lixo as garrafas de água de plásticas vazias depois de as beberem. Esse foi o ponto de partida para o desenvolvimento de um projeto que já lhes está a dar dividendos.

Ambientalistas convictos, pensaram numa solução que evitasse o desperdício de recursos e que, simultaneamente, lhes resolvesse um problema que tinham. Não conseguiam nenhum recipiente reutilizável que conseguissem transportar nas pastas dos seus computadores portáteis. E assim nasceu a memobottle! Fabricada com um material plástico durável, isento de BPA, um material sintético à base de carbono que se inclui no plástico, foi lançada em agosto do ano passado na plataforma de crowdfunding Kickstarter.

Agora, pode ser adquirida através da loja online da empresa, em formato A5, com a capacidade de 750ml, pelo preço de 25 dólares, menos de 20 euros. Projetada a partir da forma de uma folha de papel, a memobottle apresenta linhas minimalistas e um design arrebatador. «A partir de determinada altura, a sociedade ficou obcecada com garrafas de formato cilíndrico e até os suportes para os carros e os acessórios para as garrafas acompanharam esse fenómeno», critica Jesse Leeworthy.

«Em vez de fazer um produto em conformidade com o status quo, decidimos romper com as normas e criar algo que é fácil de transportar, apesar de cumprir as funções das garrafas tradicionais», justifica o empreendedor. No site da empresa, o engenheiro australiano lamenta que, só nos EUA, se desperdicem 1.500 garrafas de água de plástico por segundo. Outra das desvantagens é que, nalguns países, a água da torneira chega a ser 1.400 vezes mais cara do que a engarrafada.

A irmã portuguesa

Em Portugal, a EPAL, Empresa Portuguesa de Águas Livres, lançou recentemente a Fill Forever, uma garrafa de água reutilizável, com o formato arredondado das tradicionais. À venda por 1 €, reciclável, leve e ergonómica para facilitar o consumo de água torneira, «foi produzida em material PET, respeita os mais elevados padrões de qualidade, cumpre as mais modernas tendências de conceção de embalagens deste tipo e foi rigorosamente testada de acordo com normas europeias em vigor», garante o organismo.

Texto: Luis Batista Gonçalves

artigo do parceiro:

Comentários