“Conversas de Bairro” na Padaria Portuguesa

São cinco minutos de uma manhã igual a tantas outras. A diferença? Foram fixados para a posteridade no filme “Conversas de Bairro”. Palavras trocadas entre pessoas “reais” numa das lojas da marca Padaria Portuguesa. Estórias com croquetes, ciclones e muito Pão de Deus.

O filme documental “Conversas de Bairro” reflete sobre a vida de bairro tendo como ponto de partida as conversas de café, captadas pela produtora Vende-se Filmes, baseada no dia-a-dia dos clientes da padaria.

O filme condensa cinco minutos, numa manhã como tantas outras, numa das atuais 15 lojas da marca. Vivem-se encontros de vizinhos, almoços de amigos, lanches de família ou visitas rápidas para tomar a “bica” matinal. Momentos do dia-a-dia, escutados “sem querer”.

De acordo com Nuno Carvalho, diretor-geral da rede de padarias, este documentário “resume a razão de ser d’A Padaria Portuguesa. Mais do que vender pão e bolos. A Padaria Portuguesa quer acrescentar valor à cidade de Lisboa e aos seus utilizadores, aos bairros e aos seus residentes. O pão e os bolos são apenas um veículo para lá chegar.”

Na visão da produtora Vende-se Filmes, esta nova forma de comunicação pode realmente acrescentar valor às marcas. Para João Pereira, da Vende-se Filmes, “é muito interessante uma marca ser comunicada pela voz dos próprios clientes. É diferenciador”.

A Padaria Portuguesa oferece mais de 30 variedades de pão fresco de qualidade, pastelaria variada, bolos e biscoitos caseiros e deliciosas sanduíches, que são servidas aos almoços. A decoração combina um ambiente contemporâneo com pormenores tradicionais.

A marca conta, atualmente com 15 lojas na região de Lisboa.

 

 

artigo do parceiro:

Comentários