Conservas, bolotas e outras especialidades brilham em Vila Viçosa

Interpretações contemporâneas e muito pessoais do chefe Pedro Mendes num novo olhar sobre produtos tradicionais no Narcissus Ferdandesii.

Instalado no único hotel de cinco estrelas de Vila Viçosa e arredores (o Alentejo Mármoris Hotel & Spa, inaugurado há um ano), o restaurante começa a atrair quem gosta de comer bem. O restaurante Narcissus Ferdandesii foi batizado em homenagem a uma planta em vias de extinção, encontrada nas escavações aquando da construção do hotel. Lá dentro, os olhares recaem imediatamente sobre a mesa do chefe, um enorme bloco de mármore de 10 toneladas, lugar de honra com vista direta para a cozinha.

Aproveitando a dinâmica de uma equipa jovem e empenhada, Pedro Mendes concebeu menus de degustação temáticos, que começa nas conservas (disponível em abril e maio) e irá passar, nos próximos meses, por algas, marisco e bolotas.

No primeiro menu, as latas de conserva desceram da Poveira, até Vila Viçosa, do litoral par o interior. O peixe fresco nunca poderia ser uma especialidade local, mas em conserva tem fortes probabilidades de atrair o gastrónomo visitante. Pelas mãos de Pedro Mendes, o menu de Degustação ‘Conservas Galleon Premium’ (€65,00, mais €20,00 com suplemento de vinhos) fez desfilar oito pratos únicos: ovas de sardinha, saladinha de pimentos sobre crocante de pão alentejano, sardinha em molho de tomate sobre pão alentejano, salada de batata com maionese de coentros e sardinha sem pele em azeite, filete de cavala sobre crocante de pão alentejano, salada de grão com bacalhau em azeite e alho, petinga com molho de escabeche com vinagre envelhecido “Joaquim Arnaud”’, molho de tomate e poejo, pão frito e sardinha em azeite picante e com sardinha em azeite com aroma a fumo sobre xerém de algas. A encharcada, gelado de iogurte grego e cristais de violeta, servida numa lata de conserva, serve de sobremesa. Um “almoço ligeiro”, nas palavras do chefe, para “recuperar tradições” de uma indústria que esteve quase em falência mas que tem sabido recuperar o seu lugar à mesa.

As conservas Galleon Premium são a mais recente marca da Poveira, uma fábrica centenária com nomas e modernas instalações. O peixe (essencialmente sardinha, cavala e atum) é pescado na costa portuguesa, selecionado e preparado manualmente antes de ser pré-cozido, explica Sofia Brandão, responsável pela comunicação da Poveira. A empresa aposta nos produtos de alta qualidade, como as sardinhas sem pele nem espinhas ou as ovas de sardinha, também conhecidas como o “caviar portugês”, como fator de diferenciação no competitivo mercado das conservas.

Algas, Marisco e Bolota são os menus que se seguem no Narcissus, até porque Pedro Mendes é o autor do livro “O Renascer da Bolota”.

Paralelamente, o restaurante apresenta a nova carta de primavera, com produtos frescos e de inspiração alentejana. Capucino de mogango e nata trufada, Língua fumada sobre crocante pão; Bacalhau com crosta de azeitona galega sobre Brás de batata e esparregado de algas; Polvo em três cozeduras, arroz negro do mesmo e cremes de pimentos; e Plumas de porco alentejano com carnes de fumeiro, batata frita com pickles caseiros e mostarda de Dijon, amêijoas à Bulhão Pato e crocante de bolota são as especialidades a provar. Para sobremesa, a sugestão recai sobre Sopa de maçã verde com frutas de época e Chocolate com creme de frutos vermelhos e farelo de amêndoa. Uma curiosidade sobre o prato de polvo é o facto de ser cozido em água, estufado em vinho branco e depois assado em vinho tinto, apurando ao máximo o seu sabor.

Outros pequenos prazeres gastronómicos em Vila Viçosa:

-Provar as Tibornas, um doce de origem conventual típico da região, composto por amêndoa, gila e fios de ovos, na pastelaria Azul. Também tem queijadas de queijo fresco e os típicos biscoitos secos;

- Comprar as especialidades da recém-inaugurada Palad’Art dos vinhos das Adegas de Borba e Estremoz, às bolachas, chocolates, compotas e licores produzidos nas localidades mais próximas.

Ana César Costa

artigo do parceiro:

Comentários