As novas especiarias da Margão

Este ano, a Margão convidou Rui Paula, chefe do DOC, DOP e Vidago Palace, para uma apresentação das suas especiarias. No espaço Kiss The Cook, em Lisboa, a marca deu a conhecer as tendências de sabores que vai detetando em todo o mundo.

O conhecido chefe de cozinha adaptou a tendência “Comer Com Gosto” – saudável, mas sem extremismos – ao seu carpaccio de polvo, bem acompanhado por um pesto feito na hora, crocante de queijo e bagos de romã. Margao

O risotto de gambas foi a sua interpretação da Tendência “Global à minha maneira”, misturando ingredientes de diversas origens num prato harmonioso. Causando um efeito surpreendente, acrescentou um chutney com maçã, leite de coco, vinagre e passas, cuja única exigência é estar em lume brando 2 horas e meia.

Para finalizar, Rui Paula abriu portas a uma criação de Ana Mafalda, da sua equipa de pastelaria, em que pequenos pedaços de tarte de maracujá combinavam com mousse de manjericão, crocantes e suspiros, a ilustrar a tendência “Sem Desculpas” –uma expressão previsivelmente relacionada com a sobremesa.

As Tendências de Sabores fazem parte da filosofia da McCormick que pretende identificar e analisar os aromas, texturas e gostos um pouco por todo o mundo, com a ajuda de chefes de cozinha, nutricionistas, técnicos alimentares e de marketing, entre outros especialistas.

A Margão desvendou ainda a tendência para a Confeção Artesanal (visível, por exemplo, numa tarte tatin de maçã e sálvia) e para o Potencial Oculto de ingredientes (um bom exemplo neste pernil de cordeiro refogado em canela e puré de banana-pão).

As receitas e dicas do chefe Rui Paula foram tão absorventes durante o workshop que as novidades da Margão agora lançadas acabaram por passar quase despercebidos. Trata-se de uma nova gama dos pequenos frascos bem conhecidos, com misturMargao2as já preparadas de ervas e especiarias, cada uma delas remetendo a uma região do  mundo. A sua utilização prática facilita muito a cozinha do dia-a-dia, evitando o recurso a cozinhados complicados e temperos que exigem muita antecedência. A gama “Segredos do Mundo” engloba a Índia, ideal para carnes brancas, peixes e legumes; Itália, para massas, molhos e pizzas; Marrocos, para carnes, legumes e tajines, México e Oriental, ambas para carnes e legumes mas com um conjunto de sabores bem demarcados entre si.

Os habitantes da pequena cidade indiana de Margão, perto de Goa, talvez não saibam que em Portugal o nome da sua terra é sinónimo de especiarias. A marca existe desde 1958 e, mesmo pertencendo, desde 2000, à gigante norte-americana McCormick, líder mundial neste segmento, mantém a denominação com que foi criada no nosso país.

 

Ana César Costa

artigo do parceiro:

Comentários