António Loureiro é o Chefe Cozinheiro do Ano

A “criatividade" e o “respeito pela essência dos ingredientes” valeram o título de 2014 ao chefe do Meliá Braga, depois de uma final muito renhida, naquela que foi a 25ª edição do concurso.

António Loureiro, do Mélia Braga Hotel & Spa, acaba de se sagrar Chefe Cozinheiro do Ano 2014, devido ao menu que apresentou na final do concurso. Uma entrada – “Horta e Capoeira”, um Prato de Peixe “Bacalhau Negro”, um Prato de Carne – “O Ossobuco, a Moleja e o Coração” e uma Sobremesa  – “Feira Popular” foram os pratos eleitos este ano.

Em segundo lugar ficou Ivo Brandão, da Pousada de Alcácer do Sal, e em terceiro Rui Martins, do Hotel Rali. O Prémio Inovação Helmut Ziebell para a melhor sobremesa foi para “Portugal de Verão”, de António Barros, do Restaurante O Talho.

Nuno Mendes, chefe de cozinha do Restaurante Chiltern Firehouse, em Londres, foi o presidente do júri Chefe Cozinheiro do Ano 2014. O responsável destacou o “aroma, sabor, intensidade, criatividade e um enorme respeito pela essência, nobreza e qualidade dos ingredientes, a consistência das técnicas demonstradas ao longo de todo o CCA, isto sem nunca esquecer toda a sua bagagem e experiência enquanto cozinheiro” de António Loureiro.

O vencedor ganha, além do título de Chefe Cozinheiro do Ano, um cheque Makro no valor de € 1.000, um estágio no restaurante basco Azurmendi, distinguido como o “mais sustentável do mundo” pelo The World´s 50 Best Restaurants, e ainda o prémio Bacalhau Salgado Seco da Noruega, que o levará à Noruega para a sua primeira pesca de bacalhau fresco e o convite para ser o rosto do projeto Skrey – Bacalhau Fresco da Noruega.

artigo do parceiro:

Comentários