Vinhos da Rioja à conquista do paladar português

As Bodegas LAN querem dar a conhecer as suas marcas em Portugal. Dos mais jovens e frescos aos mais elaborados, a oferta prima sempre pela grande qualidade.

Sendo a elegância um adjetivo tantas vezes associado aos vinhos desta região espanhola, a apresentação das Bodegas LAN (a sigla refere-se às três regiões da Rioja DOC, Logroño, Álava e Navarra) teve lugar no elegante Tágide Wine & Tapas Bar, no Chiado, que a partir de agora vai servir estes vinhos com um conjunto de tapas da autoria do chefe Luís Santos.

Os vinhos agora apresentados, que passam a estar disponíveis no Tágide e num conjunto de restaurantes e garrafeiras selecionados, são os tintos LAN Crianza 2009; LAN D-12 2010; LAN A Mano 2009; Culmen Reserva 2007 e o branco Santiago Ruiz 2012.LAN range

Segundo as enólogas Maria Barúa e Luisa Freire, são apenas quatro as castas autorizadas na elaboração dos vinhos tintos da Rioja: Tempranillo, Graciano, Mazuelo e Garnacha Tinto. Os brancos são feitos à base de Viura, Garnacha Branca e Malvasia. O termo “crianza” refere-se ao pouco tempo passado em barricas de carvalho (cerca de um ano) sendo depois “afinados” na garrafa por um período semelhante (9 a 12 meses”. São “vinhos feitos para beber logo, não para guardar”, explicou a enóloga Maria Barúa ao Sabores. Os Reserva, por outro lado, passam mais tempo em barrica, “conservando a fruta mas enriquecendo com a madeira”.

Desta forma, o LAN Crianza 2009 (100% tempranillo) é indicado para acompanhar apetitivos, enchidos, pratos de massa e arroz.

Também o LAN D-12 de 2010 é produzido exclusivamente a partir do Tempranillo, acompanhando bem carnes vermelhas, fumados e queijos curados.

O LAN A Mano é um vinho quase artesanal, exibindo uma mistura de 80% Tempranilla com 15% Graciano e 5% Mazuelo, num seleção rigorosa de cepas de 35 anos através de vindima manual. Acompanha carpaccios de carne, carnes vermelhas assadas ou na brasa e ainda sobremesas. Juntamente com o Culmen, é o “topo de gama da LAN, um grande clássico ao estilo de Bordéus, mais subtil e complexo, com grande personalidade”, adiantou a enóloga. O Culmen Reserva 2007, feito a partir de Tempranillo e Graciano, com 22 meses em barrica e 2 anos em garrafa, combina bem com carnes vermelhas e assados, queijos curados e azuis, bem como com sobremesas elaboradas.

Finalmente, o Santigo Ruiz 2012 é um branco bastante frutado das Rias Baixas, com grande parte de Alvarinho (70%), Loureiro, Godello, Caiño Blanco e Treixadura , ideal para servir como aperitivo ou acompanhar arroz, marisco e pescado em geral, assim como carnes brancas e foie gras.

 

Ana César Costa

artigo do parceiro:

Comentários