Vinhos - A Histórica Quinta do Gradil

A Quinta do Gradil, com 130 hectares de vinha, é considerada das mais antigas, senão a mais antiga, herdade do Concelho do Cadaval, tem marcas históricas seculares e constitui um marco arquitetónico da região.

Nos 120 hectares de vinha encontram-se plantadas variadíssimas castas brancas e tintas. Sauvignon Blanc, Arinto, Viosinho, Viognier, Chardonnay, Petit Manseng, Cabernet Sauvignon, Tinta Roriz, Touriga Nacional, Tannat, Petit Verdot, Syrah, são alguns exemplos.

Todas estas uvas são vinificadas na adega da quinta, coordenada pelo Eng.º Pedro Martins, sob a batuta atenta dos enólogos Vera Moreira e António Ventura.

Os produtos escolhidos desta quinta representam o que de melhor se faz na região de Lisboa. E começo desafiando-vos para este QUINTA DO GRADIL Reserva Branco 2010.

Para este branco, António Ventura escolheu as melhores uvas de Arinto e Chardonnay vindimadas durante a segunda semana de setembro. Após uma suave prensagem, o mosto fermentou em barricas de carvalho francês Allier durante 16 dias, seguido de um processo de battonage sur lie durante quatro meses.

Quinta do Gradil reserva branco

Por tudo isto, este branco tem uma estrutura aromática muito elegante com notas delicadas de frutos citrinos e mineralidade. No entanto, a baunilha da madeira ainda está muito presente. Complexo, onde a acidez surge perfeitamente integrada em notas de barrica. Final persistente e com uma identidade única.

As sugestões enogastronómicas para um vinho como este passam por queijos quer sejam secos, ou fortes e pastosos. Complemento ótimo com peixes no forno e muitos pratos de bacalhau.

Prosseguimos nos Reservas com este QUINTA DO GRADIL Reserva Tinto 2010, um vinho que revela aromas complexos, onde as notas balsâmicas, de trufas e de frutos do bosque bem maduros são evidentes. Na boca, os taninos mostram-se sedosos e equilibrados, bem integrados na estrutura do vinho, a proporcionarem um final longo e consistente.

As castas Touriga Nacional, Syrah e Alicante Bouschet compõem este lote e estagiaram durante oito meses em barricas novas de carvalho francês. Decorrido o estágio em barrica, o vinho descansou tranquilo durante 24 meses na garrafa.

Quinta do Gradil reserva tinto

Este vinho acompanha muito bem carnes grelhadas bem condimentadas, e carnes assadas de cabrito e borrego. De regresso às grandes proteínas, abra uma garrafa para esta Perna De Borrego Saborosa. Mesmo!!

perna de borrego

Falemos agora de um tesouro bem guardado. A história da QUINTA DO GRADIL Aguardente Velha X.O. começa em 1970, com a destilação de vários vinhos de castas autóctones da Região de Lisboa.

Após a destilação cuidada, esta aguardente estagiou, esquecida e tranquila, durante mais de 40 anos em tonéis de carvalho Português e Francês.

O prolongado estágio confere-lhe uma cor âmbar dourada. Com notas de frutos secos e especiarias, harmonizadas com a perfeição que só o tempo consegue, aliadas a uma textura aveludada elegante e complexa.

Em Setembro, a equipa da Quinta do Gradil replicou para o Oeste uma atividade que já é normal no Douro e que também se realiza no Dão - uma experiência de vindimas na qual participam cerca de uma centena de pessoas, entre as quais alguns clientes estrangeiros que ali estiveram a cortar uva e a ver como é se faz o vinho que compram.

Para terminar, ao sair da Quinta do Gradil, fica-se com a certeza que a inovação faz parte do código genético desta casa. O passado conta, antes de mais, como inspiração para ajudar a renovar uma tradição de séculos.

José Faria
Sommelier OUT OF THE BOTTLE

artigo do parceiro:

Comentários