Legumes bem lavadinhos

Quer para comer cru, quer cozinhado, cada legume exige uma preparação própria. Em comum o facto de, em todos os casos, os limparmos de partes deterioradas, duras e da terra.

Os legumes sendo um produto proveniente da terra devem ser muito bem lavados antes de consumidos, especialmente nesta altura do ano quando os comemos crus em saladas. Há que haver especial atenção no caso das grávidas que não estão imunes à toxoplasmose, uma doença infecciosa.

Não nos podemos esquecer que os legumes podem conter areia, terra, pequenos insectos e larvas. Pode, ainda, estar contaminados com ovos de algumas espécies parasitárias ao nível do tracto intestinal.

Apesar de existirem vários produtos no mercado específicos para a lavagem dos legumes, não nos podemos esquecer de um excelente aliado: o vinagre. Não é mais do que ácido acético, com propriedades anti-sépticas e como tal uma boa forma de eliminar alguns agentes biológicos.

Deve mergulhar os vegetais em bastante água e ai deixar ficar para que areias e outras partículas mais pequenas sedimentem. Depois, transfira para a água com vinagre onde os deixa mais algum tempo. Mergulhe novamente só em água para retirar o sabor do vinagre.

Independentemente da lavagem, ficam alguns conselhos sobre a preparação dos vegetais.

Alho - Retiram-se as raízes, separam-se os dentes e, de acordo com a utilização a dar, tira-se a casca;

Espargos - A parte branca é rachada, lavam-se, amarram-se em feixes e cortam-se com o mesmo comprimento;

Acelga em partes - Retiram-se os fios e monda-se o verde;

Acelga erva - Cortam-se em pedaços as folhas maiores e retiram-se as estragadas;

Grelos - São retiradas as folhas duras.

Alcachofras - Retiram-se as folhas exteriores, cortam-se as pontas e parte do pé. Golpeia-se o fundo com uma faca e esfregam-se com meio limão;

Cardos - Eliminam-se as partes externas, retiram-se os fios das restantes, cortando em pedaços. Lavam-se de seguida em água e limão;

Cenouras - Raspam-se com uma faca afiada até retirar toda a pele. Cortam-se, se necessário;

Couve-flor - Retiram-se as folhas exteriores e lava-se o restante em água abundante;

Couve-de-Bruxelas - Retiram-se as duas primeiras folhas exteriores e aproveita-se o interior;

Couves - Retiram-se as folhas exteriores e aproveita-se o interior;

Pepinos - Descascam-se, cortam-se ás fatias, salgam-se, deixando-os a escorrer por cerca de uma hora. Lavam-se, de seguida e enxugam-se bem;

Nabiças - Seleccionam-se as folhas e cortam-se em pedaços antes de as lavar;

Cebolas - As raízes são cortadas, descasca-se a polpa e mantêm-se em banho em água fresca durante uma hora;

Funcho - Retiram-se as primeiras folhas exteriores, cortam-se as duas extremidades, lava-se abundantemente, mantendo-se em banho meia hora;

Alface - Retiram-se as folhas estragadas, corta-se o fundo, lavam-se as restantes folhas, mantendo em banho por meia hora;

Beringelas - O peciolo é retirado. São lavadas, cortando-se em fatias, colocadas em camada num prato com sal. Ficam assim por meia hora e, no final, são lavadas e enxaguadas;

Batatas - Descascam-se antes ou depois de cozidas. As pequenas, novas, não são descascadas, mas sim raspadas com uma faca, ou guardanapo. Depois de cortadas as batatas não devem ser lavadas;

Pimentos - Corta-se o pé. Pelam-se depois de tostados numa chama ou mergulhados em água a ferver uns minutos. Partem-se, de seguida, em dois e são-lhes retiradas as membranas brancas;

Tomates - Retira-se o peciolo e, de seguida, podem-se pelar, mergulhando-os por algum tempo em água a ferver;

Nabos - Corta-se a folha e o fundo e depois descascam-se;

Aipo - As partes mais tenras são libertadas das folhas e dos fios, cortando-se em pedaços com aproximadamente 8 cm;

Espinafres - Retiram-se as folhas estragadas e corta-se a raiz. Lavam-se abundantemente e deixam-se em água fria por meia hora;

Abóbora amarela - Corta-se em fatias, liberta-se de sementes e filamentos, cortando-se a casca;

Abóbora menina - Raspa-se com uma faca tendo o cuidado de retirar cuidadosamente a casca. Cortam-se, de seguida, as duas extremidades;

Cogumelos - Devem ser raspados com uma faca afim de se retirar a terra. São, depois, esfregados com um guardanapo e, de seguida, com um pedaço de limão;

Agriões - Retiram-se as folhas amarelas e os pés grossos. Lavam-se em água corrente e escorrem-se;

Brócolos - Retiram-se as folhas velhas e cortam-se os pés de forma a ficarem apenas os talos mais tenros. Lava-se em água corrente e coloca-se de molho em água com vinagre, por 15 minutos;

Chicória - Corta-se o caule, separam-se as folhas e lava-se em água corrente;

Ervilhas - Descascam-se e passam-se por água quente;

Favas - Descascam-se e passam-se rapidamente por água. Retira-se o olho e pelam-se as favas mais duras;

Feijão frade - Caso seja do ano anterior coloca-se de molho para hidratar;

Feijão seco - Escolhe-se o feijão e deixa-se de molho de um dia para o outro;

Feijão verde - Corta-se as pontas ao feijão e retira-se o fio que corre ao longo do vegetal;

Grão - Escolhe-se e deixa-se de molho de um dia para o outro;

Rabanetes - Caso sejam tenros e se deseje servir inteiros, corta-se a ponta da raiz, as folhas e os caules mais grossos e húmidos. Quando mais duros, retira-se parte da casca e o pé, pela base, e a raiz;

Rábanos - Lava-se em água corrente e fria, raspa-se com uma faca e descasca-se.

artigo do parceiro:

Comentários