A Ciência e os Sabores da Cidade

O que têm os caracóis a ver com ciência? O Pavilhão do Conhecimento tem editado uma série de roteiros científicos “para partir à descoberta da ciência e tecnologia em Lisboa”. Um deles é dedicado aos Sabores da Cidade.

O roteiro fala de sabores lisboetas tão característicos como as iscas, a ginjinha, o bife à Marrare e o bolo-rei. Mas nestes dias de calor detemo-nos apenas num dos petiscos: os caracóis. Segundo o Pavilhão do Conhecimento, “a preferência é dada aos pequenos caracóis cinzentos, que são um petisco de eleição nos fins de tarde de verão, acompanhados por uma cerveja fresca”.

Agora a vem a componente nutricional: “Estes pequenos moluscos são um alimento consumido pelo Homem desde o Paleolítico. De facto, são uma presa fácil, já que se deslocam a uma velocidade de cerca de 5 metros por hora. No entanto, a razão principal para o seu consumo deve-se ao facto de serem um alimento muito nutritivo, rico em proteínas (aproximadamente 16%) e sais minerais como o cálcio, ferro, magnésio, zinco e cobre”.

E não falta a explicação científica para o facto de saberem tão bem. “Os caracóis têm também a grande vantagem de serem de digestão fácil e muito pouco calóricos, pois o seu teor de gordura e hidratos de carbono é muito reduzido. Numa tarde de verão aproveite para fazer uma pausa e deleitar-se com um dos sabores mais típicos da cidade”.

Os roteiros científicos estão disponíveis gratuitamente no Pavilhão do Conhecimento e online.

artigo do parceiro:

Comentários