• Como poupar dinheiro em refeições no trabalho e em restaurantes

    Por mais que falemos sobre redução e, por vezes, eliminação de algumas das nossas despesas mensais, não há volta a dar: a alimentação nunca será uma dessas.

  • 6 formas como uma dívida pode limitar os seus planos de vida

    A principal preocupação financeira da maioria das pessoas é o endividamento. Se tem uma ou várias dívidas, saiba de que forma poderá limitar e começar a regularizar a sua situação financeira.

  • Ideias para transformar um hobby numa fonte de rendimento

    Trabalhar naquilo de que mais gostamos pode ser, por vezes, uma utopia. Num mundo ideal todos trabalharíamos apenas no que nos faz felizes, mas face à realidade arranjamos empregos que “pagam as contas”.

  • Como dizer que não às vendas agressivas por telefone

    As operadoras de telecomunicações, as seguradoras ou os ginásios são alguns exemplos de empresas das quais recebemos telefonemas em que nos tentam convencer a subscrever algum serviço.

  • Como convencer os bancos a aprovar um pedido de crédito pessoal

    O crédito pessoal pode ser um bom aliado quando feito de forma responsável e destinado a um fim maior ou a uma emergência (no caso do seu fundo de emergência não ser suficiente, por exemplo). Pode também destinar-se a investimentos criadores de valor e mesmo para aniquilar outros créditos, mas para ter acesso a um crédito pessoal tem que reunir algumas condições.

  • Porque é que devo contratar um consultor para as minhas finanças pessoais?

    Contratar um consultor financeiro não é um ato exclusivo de grandes empresas ou de pessoas com muito dinheiro.

  • 6 dicas financeiras para jovens na casa dos 20

    Quando somos mais jovens, não temos por hábito pensar exaustivamente nas nossas finanças nem no nosso futuro financeiro, mas a verdade é que quanto mais cedo começamos a gerir a nossa vida financeira, mais benefícios recolheremos desta decisão no futuro.

  • Cinco dicas para um uso responsável do cartão de crédito

    O cartão de crédito pode ser uma grande ajuda na gestão da nossas finanças pessoais, mas pode tornar-se também numa grande dor de cabeça.

  • Como fazer um orçamento mensal passo a passo

    O orçamento mensal é a ferramenta que o ajuda a fazer face às despesas do mês seguinte.

  • Pode livrar-se das dívidas com o crédito consolidado

    O crédito consolidado é uma opção que poderá ajudá-lo a poupar muito dinheiro e aliviar algum sufoco financeiro que poderá estar a sentir no caso de estar a pagar as prestações mensais de vários créditos.

  • Os 10 mandamentos para alcançar uma vida financeira feliz

    Existem centenas de dicas que pode pôr em prática para viver uma vida financeira mais feliz e estável, mas estas dez são as favoritas da equipa do Doutor Finanças. Siga-as e releia-as quando precisar de motivação extra para poupar e tomar boas decisões relativamente ao seu dinheiro.

  • 7 sinais em como pode confiar numa empresa antes de pedir crédito online

    Os pedidos de crédito online estão, por vezes, associados a burlas e a empresas pouco confiáveis que pedem comissões de análise e deixam de comunicar com os potenciais clientes. Mas nem sempre pedir crédito online é perigoso. Aprenda a proteger-se e conheça o perfil de uma empresa credível.

  • Seguro de vida: O barato pode sair caro

    A compra de casa é uma das decisões financeiras mais importantes da nossa vida. A ponderação sobre a casa que vamos comprar, a escolha do banco, as negociações para o melhor spread... Há muitos papeis e muita informação para analisar. E o seguro de vida é algo com que nos preocupamos?

  • Faça compras de Natal pela Internet com segurança

    Com a chegada da época natalícia são muitos os portugueses que, na altura de comprar presentes de Natal, preferem a Internet aos tradicionais centros comerciais. A pensar nisto, damos-lhe quatro dicas para fazer compras online de forma segura e eficaz.

  • Créditos: sabe a média das taxas de juro dos seus créditos?

    A generalidade dos portugueses tem várias responsabilidades de crédito a seu cargo. De uma forma geral constatamos que a maioria sabe o valor da prestação que tem a pagamento e que já são poucos os que sabem no imediato quanto ainda têm em dívida e/ou o número de prestações em falta. Mas menos ainda são os portugueses que sabem dizer a taxa de juro dos seus créditos.

  • Como poupar dinheiro com a queda dos juros

    Possivelmente já constatou que as taxas de juro têm vindo a cair consistentemente todos os meses. Se a queda dos juros penaliza quem tem poupanças, acaba por beneficiar todos aqueles que têm créditos. Neste artigo vamos mostrar-lhe como pode poupar dinheiro com a queda das taxas de juro.

  • Quer reformar-se mais cedo? Eis o que deve fazer

    Neste artigo vamos dar-lhe algumas luzes sobre a reforma antecipada.

  • Como criar uma empresa?

    Talvez esteja tentado em criar a sua empresa e não sabe por onde começar. Ou quer ter o seu próprio negócio e tem receio de dar o primeiro passo. Neste artigo vamos mostrar-lhe como criámos a Reorganiza, uma empresa que em menos de dois anos tem mais de 25 colaboradores e continua a recrutar.

  • Quer pagar menos pela sua casa?

    O crédito habitação é o produto bancário que mais tempo nos acompanha nas responsabilidades bancárias. As condições que negociamos no início são muito importantes e para isso a ajuda para escolher o melhor crédito habitação pode vir a ser muito lucrativa nas suas contas. Mas será que é possível reduzir a atual prestação da casa? Sim. Veja como nestas 4 dicas de redução de prestação do Crédito Habitação.

  • Quanto custa (realmente) um empréstimo

    Há particularidades na nossa linguagem que nos devem levar a pensar no que realmente estamos a dizer e o que queríamos dizer.

  • O seu crédito foi recusado? Agradeça!

    Não gostamos que nos recusem nada. Se temos um desejo queremos vê-lo concretizado. Assim, quem pede um crédito está na expetativa de o ver aprovado de modo a conseguir satisfazer as suas necessidades, os seus desejos ou os seus sonhos. Felizmente, existem instituições financeiras que recusam conceder crédito a algumas pessoas. Veremos de seguida porque é que isso pode ser positivo…

  • Quer poupar mais?

    No Dia Mundial do Consumidor foram conhecidos vários estudos sobre os hábitos de consumo e de poupança das famílias portuguesas. Infelizmente, os dados não são animadores e devem-nos levar a alguma reflexão. Neste artigo iremos deixar alguns alertas e reflexões que o podem ajudar a poupar um pouco mais.

  • Crédito Habitação: não olhe só para o spread

    Quem compra uma casa com recurso ao crédito habitação está a assumir uma relação de longo prazo com uma instituição financeira. É certo que poderá sempre transferir o crédito habitação para outro banco, mas isso não invalida que faça uma análise adequada e rigorosa.

  • Fiador de uma casa? Ou fiador da dívida de uma casa?

    Pode parecer um pormenor de linguagem, mas o significado é totalmente distinto. Vulgarmente dizemos que “sou fiador da casa do meu filho” (por exemplo), mas na realidade o que devemos dizer é que “sou fiador da dívida da casa do meu filho”.

  • É possível arrendar uma casa com crédito habitação associado?

    Tem sido uma dúvida de muitos leitores do Dr. Finanças. Será que é possível arrendar uma casa tendo associado um crédito habitação? Vamos responder-lhe a estas e outras perguntas já de seguida.

  • Riscos associados ao cartão de crédito

    Temos assistido a muitos casos cujas dificuldades financeiras iniciaram com uma incorreta utilização do cartão de crédito. Vai depender muito da utilização que der ao seu cartão, pois estes tanto podem ser bons instrumentos de gestão de finanças pessoais, como podem levar aos caos.

  • Porque é que não deve fazer um depósito a prazo

    Nos últimos anos assistimos a uma grande queda das taxas de juro. Infelizmente, esta queda não se verificou apenas nos créditos mas também nas contas poupança e nos depósitos a prazo. Na realidade, a generalidade dos bancos já não tem grande interesse em que os seus clientes lá depositem o dinheiro pois, simplesmente, não sabem (ou não querem saber) o que fazer com ele.

  • Crédito Habitação – (quase) tudo o que precisa de saber

    O Doutor Finanças dedicou as últimas semanas ao crédito habitação. Procurámos publicar um conjunto de artigos que se destinam a ajudar os nossos leitores a ficar esclarecidos sobre todas as potencialidades, especificidades e perigos do crédito habitação. Neste artigo iremos fazer um apanhado de dicas e truques para que consiga tomar a melhor decisão para o seu caso concreto.

  • Reforma antecipada: quais as consequências?

    O Governo está a preparar alterações às regras para as reformas antecipadas de forma a beneficiar os que têm maior carreira contributiva. O Governo quer que os contribuintes tenham mais tempo para decidir se querem, ou não, avançar para a pensão antecipada de velhice, uma vez que esta implica redução de receita.

  • O que é realmente um empréstimo bancário?

    A linguagem que utilizamos pode criar interpretações erradas sobre determinadas realidades. Um exemplo caro é a palavra “empréstimo” quando aplicada ao setor financeiro. O banco empresta mesmo alguma coisa?

  • Doutor Finanças ajudou 500 famílias portuguesas a poupar mais de 2 milhões de euros em 2015

    As dívidas das famílias intervencionadas ultrapassavam os 47 milhões de euros

  • Como baixar o spread do crédito habitação

    Neste artigo vou relatar a minha experiência recente de negociação direta com um Banco para a redução do spread associado ao meu crédito habitação e chamar a atenção para os cuidados que temos de ter sempre no contexto das comissões bancárias “ocultas”.

  • Vai o IVA da restauração baixar?

    Mudou o Governo e logo chegam as promessas de redução de impostos. Uma destas promessas passa pela redução do IVA aplicado à restauração, de 23% para 13%. Como aproveitar esta descida para poupar?

  • Comprar para arrendar. Vale a pena?

    A queda dos spreads associados ao crédito habitação tem levado muitas pessoas a recorrer ao Dr. Finanças e a perguntar se vale ou não a pena comprar hoje uma casa para efeitos de negócio.

  • Porquê consolidar créditos pessoais

    Por vezes surge a necessidade de adquirir novos créditos pessoais para a aquisição de bens essenciais e para outras despesas fundamentais, tornando-se mais tarde muito difícil o pagamento de ambas as prestações.

  • O que fazer se não conseguir consolidar créditos?

    A crise financeira e a austeridade levaram muitas famílias a ter problemas financeiros. Se antes era muito difícil poupar, agora é praticamente impossível fazê-lo. E o mais grave é que muitas famílias passaram de situações financeiras relativamente confortáveis para o incumprimento de contratos de crédito e para penhoras de vencimento.

  • O Dr. Finanças fez um ano

    O Nosso Dr. Finanças fez um ano no passado dia 31 de Outubro. Este projeto foi lançado simbolicamente no dia Mundial da Poupança e desde essa altura que já ajudou centenas de famílias a poupar dinheiro e a reduzir o custo com os seus créditos.

  • Todos os dias são dias da poupança

    O dia 31 de outubro é o Dia Mundial da Poupança. Infelizmente, foi necessário estipular um dia para promover com maior intensidade e assertividade a Poupança. E é cada vez mais necessário contribuir para aumentar os níveis de poupança em Portugal e no mundo, especialmente numa altura em que somos de novo chamados a aumentar o consumo.

  • Poupar com inteligência

    Neste artigo vamos falar-lhe de formas inteligentes de poupar dinheiro, procurando contribuir para o esforço que nos é pedido no dia Mundial da Poupança, comemorado dia 31 de outubro. Não vamos falar-lhe de dicas de poupança mas antes em formas inteligentes de rentabilizar as suas poupanças mas sem risco associado (ou com baixo nível de risco). Naturalmente que não pretendemos fazer qualquer tipo de recomendação.

  • Como poupar dinheiro com o Dr. Finanças?

    O Dr. Finanças dedica a sua atividade a ajudar as famílias portuguesas a poupar. Aliás, recentemente tivemos uma reportagem no Contas Poupança que permitiu mostrar com grande detalhe a atuação do Dr. Finanças. Neste artigo iremos salientar alguns tópicos onde é possível reduzir as suas despesas todos os meses (e deixar-lhe uma pequena oferta no final).

  • Poupar mas com critério e com objetivos

    No Dia Mundial da Poupança, assinalado a 31 de outubro, somos chamados a rever os nossos hábitos de poupança e de aforro. Somos chamados a questionar-nos se as despesas fazem ou não sentido e se não conseguiremos poupar mais dinheiro.

  • Comprar ou arrendar casa?

    Um dos grandes temas abordados nas formações do Dr. Finanças prende-se na dúvida sobre qual a melhor alternativa: comprar ou arrendar casa? Neste artigo o Sapo e o Dr. Finanças vão procurar levantar questões e ajudar a refletir sobre a melhor alternativa para o seu caso concreto.