Reorganização do armário seguindo as tendências

O que deve adquirir, manter ou alienar, para brilhar esta estação (fotos)

Com o verão a dar o seu máximo, é altura de trabalhar o feng shui do armário, arrumando o que é dispensável, mantendo o que é essencial e abrindo espaço às novidades.

Todos os anos, criadores, designers e especialistas de moda lançam modas e ditam tendências que acabam por influenciar as escolhas de quem veste. Este ano não é exceção e são vários os erros que deve evitar.

Aproveite o período das tradicionais arrumações desta época para dar a volta ao seu guarda-roupa e para fazer uma nova organização do seu armário, livrando-se do que não interessa e até recuperando peças de outras estações que voltam a ganhar brilho e destaque nesta que agora se inicia.


As peças em que deve investir

Siga as nossas dicas para estar na moda este verão:

 - Furkenstocks
Quem gosta das originais Birkenstocks só pode adorar estas sandálias revestidas a pelo que invadiram a passerelle de Celine. Mas, se não gostou das primeiras, dificilmente vai aderir à novidade da casa francesa.

- Blazer e calças brancas
Apesar desta cor ter tido alguma presença no inverno, a maioria de nós não arrisca e só volta a olhar para ela quando o sol e o calor começam a dar de si.

- Cropped tops
Já os tínhamos visto no ano passado, curtos, elegantes ou desportivos. A regra do bom senso é para manter, ou seja, olhar para o umbigo é condição sine qua non antes de comprar esta peça.

- Folhos
Verdadeiras flores andantes, a atenção terá de recair (a dobrar) na forma como assentam no corpo. Se, com o peplum, todo o cuidado é pouco, com folhos nem se fala!

- Franjas
Étnicas e tribais, por um lado, clássicas e ultra chiques, por outro, relembrando os anos 20, são para usar e abusar.

- Flores
Em vestidos e macacões, curtos, compridos mas acima de tudo, leves e confortáveis. Esta tendência é o ex-líbris do verão. use com sandálias rasas durante o dia e altíssimas para as noites de festa. 

As peças que deve manter

- Riscas
Surgiram a meio do inverno em calças, camisas e blazers e prometem continuar verão adentro.

- Pele (cabedal)
Um dos materiais mais in dos últimos tempos não sai de cena. Em blusões, saias e calções para looks mais arrojados.

- Rendas
A renda continua presente numa versão mais romântica e girlish, com tons que variam entre o branco e os pastéis.

- Peplum
Pois é, parece que ainda não é desta que o hiper-feminismo da dupla anca vai desaparecer. em saias, vestidos, tops e até vestidos de noiva.

- Chapéu
Em particular, o modelo à cavaleiro inspirado nos anos da década de 1960. Vimo-lo por toda a parte durante o inverno e vamos continuar a ver. Deixe-o de fora e, caso não tenha já o seu, invista num branco, veranil e super glam.

- Trench-coat
Porque, infelizmente a chuva não vai embora com o inverno. Porque, felizmente, há novas texturas e cortes. As peças que deve arrumar ou esconder

- Sobretudos, casacos de pelo e golas altas
As peças mais quentes, cujos materiais variam entre o pelo, a lã, o poliéster ou o veludo.

- Ténis à la Isabel Marant
Já deram o que tinham a dar, depois da febre altíssima, é altura de os deixar de lado.

- Tachas, picos e afins
Foi bom mas também foi de mais. a próxima temporada quer-se romântica, mais leve e tranquila.

- Burgundy
É dos tons mais chiques do inverno mas, no verão, morre na praia. Literalmente.

- Camuflado
Como indica a própria palavra, é para camuflar nos confins do guarda-roupa. Mudam-se os tempos, as estações e os padrões.

- Estilo gótico
Muito sexy no inverno mas demasiado pesado para o verão, o estilo gótico ficará refundido no armário à espera que chegue outra vez a sua hora.

Texto: Pureza Fleming (editora de moda da Saber Viver)

artigo do parceiro:

Comentários