Coleções de primavera/verão 2013 deixam novas e inspiradoras tendências

Vejam quais as mais fortes propostas que surgiram nas passarelles internacionais

As apresentações das coleções primavera|verão 2013 deixaram-nos um vasto leque de novas e inspiradoras tendências. Nova York, Londres, Milão e Paris já decretaram as novas tendências de verão. Foi uma época de mudança, novos começos e de grande pensamento e inspirações artísticas, mas também de divertimento e cor… Depois de incontáveis desfiles da temporada internacional de moda para o verão 2013, reunimos as melhores e mais fortes propostas que surgiram nas passarelles das principais capitais da moda. Introduzimos aqui as tendências mais marcantes para o verão 2013.

Anos 80 - Uma das tendências que mais se destacou nos desfiles para a nova estação: reviver dos anos 80, na atitude, na criatividade, e com influência de nomes marcantes da música a década como Sade, Prince ou Grace Jones, cujas imagens fortes voltam a inspirar as passerelles e os editoriais de moda com principal destaque para o desfile de Jean Paul Gautier. Com o reviver dos anos 80, os ombros estruturados e extramamente volumosos ganharam um novo destaque nas passerelles internacionais. A Balmain, conhecida pelas suas peças pontiagudas, não deixou a tendência escapar, assim como Stella McCartney, Alexander McQueen e Roland Mouret.

Anos 60 - A temporada de verão 2013 revive os anos 60. Em Nova Iorque, calças cigarrette, saias de silhueta e casaquinhos com decotes canoa brilharam na passerelle de Oscar de La Renta. Já em Paris, diversas marcas revisitaram o mood da época, como Givenchy, Chloé e Paco Rabanne. Inspirada por esta grande tendência, os elementos decorativos florais dos anos 60 foram recriados em grandes flores 3D, juntamente com cores vivas e muitas estampas vintage com um toque moderno.

Oriente - A moda oriental volta a influênciar a moda ocidental, as coleções de verão 2013 são invadidads por mangas de estilo Kimono e bordados orientais. Os detalhes inspirados em figuras características da cultura oriental foi a escolha da Emilio Pucci, que adornou as roupas com dragões e tigres, característicos das refinadas roupas Chinesas e Japonesas. A seda por exemplo, um dos materiais mais comuns em kimonos, foi a principal base para as roupas da Prada que foram claramente inspiradas no Japão.Assim como nas roupas, a Prada inspirou-se no Japão para o calçado. Os sapatos com as meias no estilo tabi entrou para a lista dos mais inusitados da temporada.

Saiba mais tendências na página seguinte

Assimetria - Uma das tendências mais marcantes das passerelles internacionais foi a assimetria. Recortes estratégicos foram usados de forma única e ganharam um toque sensual como na colecção da Versace, ou desportivo, como foi visto no desfile
de Antonio Berardi. A assimetria foi o destaque nos desfiles de marcas como Lanvin, Mugler e Emporio Armani.

Padrões geométricos - O padrão geométrico é outra das grandes tendências do próximo Verão, substitui os florais característicos da estação. Extremamente bem explorado por Marc Jacobs, para a Marc Jacbos e a Louis Vuitton, e com reminiscências à década de 60, o resultado é uma variedade de estampas com traços e formas de efeito poderoso, em versões geométricas como no xadrez. Marc Jacobs não é o único a explorar esta tendência, designers como Emporio Armani, Dries Van Noten entre outros estão a ter um pensamento linear esta estação e estampados de xadrez e quadrados são o resultado.

Black & White - O clássico preto e branco foram a grande dupla de destaque nos desfiles internacionais, opondo às cores vivas e tons metálicos. A oferta é ampla e surge no minimalismo da estilista Jil Sander, no verão de Marc Jacobs para a Marc Jacobs e Louis Vuitton, na estreia de Raf Simons na Dior, chegando às estampas digitais riquíssimas de Mary Katrantzou, ao orientalismo da Prada e ao grafismo dos looks dos anos 80 da Balmain. O Black & White toma também conta dos acessórios, óculos, bolsas, sapatos.

Separadamente, o branco foi rei nos desfiles da Christian Dior, Hermès e Rochas, só para citar algumas. Já o preto, geralmente associado à austeridade do Inverno, é esta Verão também grande tendência, seja em vestidos fluidos, com rendas ou transparências, ou em produções mais sóbrias, inspiradas na alfaitaria e com referências masculinas. Com esta tendência surge o regresso do fato preto e das calçadas que foi repensado por marcas como a Saint Laurent Paris ou a Lanvin.

Cor - Em relação às tendências cromáticas, e deixando o Black & White, o Verão de 2013 é talvez uma das estações mais doces vista até agora. As cores mais suaves e apelativas do próximo Verão vão desde o violeta, rosa pastel ao verde lima, verde menta e baby-blue. Christopher Kane, Mulberry, Erdem são algumas das marcas que suavizaram a paleta do Verão.
Do outro lado da paleta está o néon. Seriamente brilhante, o cor-de-rosa, o laranja, o verde relva e o azul-cobalto fizeram um grande impacto quando misturado com branco e preto como é visto nas colecções apresentadas pelo inglês Matthew Williamson e os americanos Proenza Shoulder.

artigo do parceiro:

Comentários