Marca portuguesa de calçado abre a primeira loja própria… na Colômbia!

A cidade de Medellín foi o local escolhido pela Nobrand para instalar uma flagship store oficial. Mas muito brevemente surgirão mais noutros países

A Colômbia, na América do Sul, foi o país eleito para a abertura da primeira flagship store oficial da marca portuguesa de calçado Nobrand, criada em 1988. Localizada no Centro Comercial Santa Fé, um dos mais reputados da cidade de Medellín, a loja tem uma superfície de 60 m2, «onde o estilo irreverente da marca está bem espelhado», informa a empresa em comunicado. «No novo espaço, é possível encontrar as coleções completas da Nobrand tanto para homem, como para senhora», pode ler-se ainda no documento.

Até ao momento, estava representada apenas em lojas multimarca e na loja online, não possuindo nenhum espaço físico oficial. «Além da abertura desta loja ser uma estreia para a Nobrand, também o é para a indústria do calçado portuguesa, pois trata-se do primeiro espaço de origem nacional a abrir portas na Colômbia», refere o comunicado da empresa. «A abertura da primeira loja Nobrand resulta de uma parceria com o nosso agente local, que vendia Nobrand numa loja multimarca», justifica Sérgio Cunha, CEO da companhia.

«A Colômbia representa um mercado com muito potencial para a marca e a abertura de uma loja própria, neste caso uma flagship store, permite-nos chegar a um maior número de pessoas e acaba por funcionar como uma montra para consolidar a nossa presença e abrir portas para novas oportunidades», afirma ainda o responsável, empenhado numa estratégia de crescimento assente em (novos) mercados internacionais.

«A abertura da primeira loja Nobrand está inserida no projecto de crescimento e expansão da marca», esclarece a empresa, que já escoa o seu produto em mais de vinte mercados, em lojas multimarca. «Até ao final do ano, o objetivo passa por abrir uma outra loja na capital do país, Bogotá. Para o futuro estão previstas novas aberturas de flagship stores nas principais cidades colombianas e europeias», promete ainda a empresa.

artigo do parceiro:

Comentários