Jovens designers dão início à moda em Lisboa

O coletivo Sangue Novo abriu a passerelle da 48ª edição do evento, que contou também com as propostas de David Ferreira e Ricardo Preto para o próximo outono/inverno.

A 48ª edição da Modalisboa teve início com o desfile de 8 jovens designers que pretendem deixar a sua marca no mundo da moda portuguesa. Sangue Novo é o nome da plataforma que lhes deu acesso a mostrar as suas criações para o próximo outono/inverno ao público, logo no primeiro dia de Modalisboa, que teve lugar no CCB, ao contrário das últimas edições, realizadas no Páteo da Galé.

Alexandre Pereira, Carolina Machado, João Oliveira, Liliana Afonso, Mariana Laurência, Micaela Sapinho, Rita Afonso e Rita Carvalho desfilaram as suas criações no CCB  e mostraram uma panóplia de estilos, naquele que é considerado o desfile mais longo da ModaLisboa. A sala esteve repleta de jovens que vieram assistir ao desfile para aplaudir a iniciativa e o trabalho dos colegas e amigos.

Seguiu-se David Ferreira, da plataforma LAB, que mostrou uma coleção teatral, intitulada 'The freakball'.  As pesquisas começaram no circo e nas suas origens, mas foi em sideshows e freak shows que o designer centrou a sua pesquisa. Este desfile é uma celebração da beleza da singularidade, da individualidade e da raridade, já que o estilista acredita que a unicidade é o verdadeiro significado do luxo. Neste desfile David Ferreira brinca com a silhueta da mulher, criando uma poesia visual  que não se enquadra no estereótipo da sociedade "normal". Esta coleção joga com volumes criados por folhos, godês, modelagem e pelo de carneiro da Mongólia alisado manualmente. A paleta de cores varia entre o azul meia-noite, azul pálido, amarelo chartreuse, turquesa e fúchsia.

Ricardo Preto foi o estilista escolhido para fechar o primeiro dia de Modalisboa, aquele que é considerado o dia mais curto do evento. Nesta coleção o designer teve como ponto de partida os verdadeiros modernistas, os fundadores da Bauhaus e todas as expressões artísticas das décadas que os mesmos influenciaram. As silhuetas geométricas, inspiradas neste movimento, e o contraste entre matérias clássicas e novos materiais são identificativos do trabalho do designer. Os tons escuros são predominantes, como o preto, os azuis e o musgo, permeados por tons ocre e alfazema.

No 2º dia de desfiles poderá ver as criações de:

15H00 AWAYTOMARS | LAB

16H00 RICARDO ANDREZ  (desfile a ser realizado no Museu Coleção Berardo)

17H00 EUREKA

18H00 KOLOVRAT  (desfile a ser realizado no Museu Coleção Berardo)

19H30 FILIPE FAÍSCA

20H30 MUSTRA

21H30 LUÍS CARVALHO

Veja aqui o dossier com os desfile do dia:

Dossier 48ª Modalisboa - Boundless

artigo do parceiro:

Comentários