E se os sapatos portugueses se transformassem num livro?

A Associação Portuguesa dos Industriais de Calçado, Componentes, Artigos de Pele e Seus Sucedâneos lança hoje uma obra que retrata evolução do calçado nacional

A Associação Portuguesa dos Industriais de Calçado, Componentes, Artigos de Pele e Seus Sucedâneos (APICCAPS) lança hoje o livro «Portuguese Soul», em mais uma ação para a consolidação da imagem do calçado português. Este livro é um contributo para a divulgação mundial da indústria de calçado e da moda nacional, posicionando o nosso país como uma referência de design mundial. Dado que a indústria de calçado nacional exporta 95% da sua produção para 150 países, torna-se fundamental que se promova e afirme a reputação internacional do setor.

Esta tem sido uma das principais missões da APICCAPS. Com o apoio do Programa Compete, esta associação desenvolveu, nos últimos anos, uma campanha de comunicação e posicionamento de imagem do calçado português nos mercados externos que levou a um aumento de mais de 50% das exportações, atingindo1,73 milhões de euros em 2013, sendo, hoje, o preço médio do calçado português o segundo mais elevado do mundo.

Nesse período, o seu valor cresceu sensivelmente 20%, subindo para valores na casa para 23,45 €, mantendo-se atualmente a perpetivas de evolução positivas. «Em 2014, o setor de calçado deverá voltar a atingir um novo recorde das exportações», afirma mesmo a APICCAPS em comunicado. Constituindo a expressão do talento de produtores e criadores da moda portuguesa, o livro «Portuguese Soul», representa um elemento central na viragem da perceção externa sobre a indústria portuguesa de calçado.

Para a associação, as imagens reproduzidas neste livro, da responsabilidade de Frederico Martins (fotografia), Fernando Bastos Pereira (styling), Patrícia Lima (maquilhagem) e Rui Rocha (cabelos), «são o testemunho de um país de tantos e tantos talentos», refere ainda o documento. Luís Borges, marido do cabeleireiro Eduardo Beauté, é um dos manequins que surgem nas fotografias que ilustram a obra. «Estes editorais têm constituído um elemento central na viragem da perceção externa sobre a indústria portuguesa de calçado e de uma imagética mais atual», realça ainda o comunicado.

artigo do parceiro:

Comentários