ModaLisboa: 2º dia marcado por enchente nos desfiles de Filipe Faísca e Luís Carvalho

O CCB recebeu centenas de pessoas que queriam ver as tendências para o próximo outono/inverno 17/18, num dia marcado também pelas criações de Awaytomars, Ricardo Andrez, Eureka, Kolovrat e Mustra.

O segundo dia da 48ª edição da Modalisboa ficou marcado por uma enchente de pessoas para os desfiles de Filipe Faísca e Luís Carvalho.  Os desfiles tiveram casa cheia e um público sedent de saber quais as tendências que a próxima estação reserva.

Este dia começou por volta das 15h30 com uma instalação da marca Awaytomars, mostrando uma coleção composta inteiramente por peças cocriadas. As mesmas foram desenvolvidas na passerelle, onde os presentes tiveram oportunidade de acompanhar ao momento a criação das mesmas. Além de um processo criativo livre a marca propõe um novo modelo de venda, em que os lucros são compartilhados tanto com os designers originais, quanto com os membros da comunidade que contribuem com sugestões significativas para o desenho final.Para a marca este é apenas o início de um novo movimento de design, inovação e participação coletiva na indústria da moda, mostrando o poder criativo do coletivo. Seguiu-se a coleção de Ricardo Andrez, intitulada "Venus as a boy". Esta coleção, que foi apresentada no Museu Coleção Berardo, dá seguimento à estética sport/street explorada pela marca, contrastando com beleza clássica, que quebra conceções populares de género e sua identidade construída socialmente.

A marca portuguesa de calçado, Eureka, foi uma das surpresas desta edição, tendo sido a primeira vez que apresentação coleção na Modalisboa. Seguindo uma perspetiva urbana, a coleção outono/inverno 17/18 representa um espírito robusto, sob diferentes perspetivas, pelas proporções dos acessórios ou até mesmo pelo próprio mood. Materiais com detalhes românticos e bucólicos e bordados são apresentados lado a lado com acessórios militares. As notas geométricas e minimalistas são combinadas com solas ousadas e robustas. O espírito sporty urbano está também presente, assumindo um perfil menos atlético e uma maior diferenciação de detalhes e caracterizações. O foco no processo artesanal, onde as máquinas desempenham um papel secundário, e os materiais nobres, são a maior inspiração e a essência da Eureka. No desfile foram apresentadas também as propostas, no âmbito das COxLABS, dos designers nacionais Nuno Gama e Luís Carvalho.

Já com algum atraso e um crescimento de público foi a vez de Kolovrat apresentar as suas propostas. "Wonderment" é o tema da coleção que é claramente influenciada por viagens, por experienciar e absorver culturas diferentes. Traduzindo cores fantásticas, vivas e ricas, inspiradas pela paisagem montanhista da América do Sul, esta coleção mistura lã, tecidos e bordados, fazendo desenhos com fios e envolvendo elementos que nos despertam a curiosidade. O multiculturalismo, não só é o elemento principal da coleção, mas também o estilo que a designer pretende transmitir e inspirar.

Quando chegou a vez de Filipe Faísca a sala de desfiles tornou-se pequena para receber tanta gente que queria apreciar as criações do designer. A coleção intitulada "Caleidoscópio" transmitiu uma dualidade entre materiais e estilos, misturando o clássico com o urbano e as sedas com o cabedal, traduzindo-se numa coleção eclética e enigmática. No fim a sala aplaudiu de pé o designer e a sua coleção. A cidade de Nápoles foi a fonte de inspiração para a coleção de Mustra,  traduzindo-se em tons terra, verdes militares e no sofisticado branco gelo. Como matérias primas destacam-se as nobres caxemira e alpaca que se sobrepõem a algodões, moleskin, veludos e tweeds lavados, construindo silhuetas de harmonias improváveis.

Luís Carvalho foi o designer escolhido para encerrar o segundo dia de desfiles e a fila para o mesmo começou cerca de 2 horas antes. Muitas foram também as celebridades que não quiseram deixar de estar presentes na primeira fila para aplaudir as criações do designer. Foi das profundezas do oceano que surgiu a inspiração para o outono/inverno 17/18 de Luís Carvalho. De seu nome "Deep" esta coleção remete-nos a formas orgânicas e com diferentes volumes, tal como as águas escuras, as plantas e os animais marinhos que habitam as profundezas do oceano.

No 3º dia de desfiles poderá ver as criações de:

15H00 PATRICK DE PÁDUA | LAB
16H00 DUARTE | LAB
17H00 CHRISTOPHE SAUVAT
18H00 VALENTIM QUARESMA
19H30 DINO ALVES
20H30 NADIR TATI
21H30 NUNO GAMA

Veja aqui o dossier com os desfile do dia:

Dossier 48ª Modalisboa - Boundless

artigo do parceiro:

Comentários