Regras de vestuário que deve respeitar quando viaja

Usar um biquíni com padrão de camuflado militar pode trazer-lhe problemas nas praias caribenhas e os calções muito curtos também não são recomendados nalguns países. Veja as tradições de que deve estar a par

«Em Roma, sê romano» é um ditado popular que, em certos casos, deve ser verdadeiramente aplicado. Se pensa fazer uma viagem para o estrangeiro nos próximos tempos, é bom que tenha em consideração algumas regras de vestuário que deve seguir para não ter problemas nesses locais que poderão acabar por atrapalhar as suas férias. Siga os conselhos que lhe da-mos e prepare a sua mala de acordo com o recomendado:

- Caraíbas
Fazer topless e vestir roupa com padrão de camuflado é ilegal em muitas das ilhas caribenhas. Se pretende mesmo usar o seu biquíni de padrão militar, informe-se antes se o pode mesmo fazer.

- Dubai
As minissaias e os calções são proibidos fora dos hotéis. Já o uso de biquínis está confinado aos resorts.

- Egito
Fora das zonas de praia, não vista roupa muito curta. Pode até não ter problemas mas não se livra seguramente de alguns olhares mais indiscretos.

- Europa católica
Nos santuários e em muitas igrejas do Velho Continente, os turistas não podem entrar com os braços e as pernas à mostra. Leve um casaco ou uma écharpe para proteger os ombros.

- Ilhas Fiji
Fora dos resorts, deve evitar minissaias, calções e tecidos transparentes, bem como decotes muito pronunciados. Nas aldeias, deverá cobrir-se com um sarong.

- Índia e Sri Lanka
A moda de praia está muito estabelecida nestes dois países mas, em algumas situações, usar um sari é quase obrigatório.

- Marrocos
As recomendações são as mesmas que para o Egito, embora também seja conveniente as turistas cobrirem os cabelos.

- Turquia
Pode vestir calções e t-shirt mas não poderá entrar nas mesquitas assim vestido. Na maioria delas, exigem mesmo que calce uns protetores de calçado, disponibilizados gratuitamente no local.

artigo do parceiro:

Comentários