Como contrariar os primeiros sinais de envelhecimento

Pele muito seca e irritada com tendência para descamar acaba por potenciar o aparecimento de rugas. Veja o que deve fazer para o evitar e saiba a partir de quando é que tem de ir ao dermatologista

As rugas são dos primeiros sinais do envelhecimento cutâneo e podem ser «dinâmicas ou gravitacionais», elucida Miguel Trincheiras, dermatologista. As primeiras são as de expressão, constituídas por pés de galinha, vincos da testa e as rugas dos lábios. As segundas desenvolvem-se «em áreas de alguma flacidez cutânea, cuja gravidade ajuda a formar por queda alguns tecidos sobre outros, como os sulcos nasolabiais, por exemplo)», descreve ainda o dermatologista. Os principais sintomas associados a este problema são pele muito seca, irritada e com tendência para descamar.

Tratamentos

Os cosméticos antirrugas são uma solução eficaz para as atenuar e para as prevenir. As substâncias mais usadas são o colagénio, o ácido hialurónico, o retinol, os hidroxiácidos, L-carnitina e Q10. Em consulta de dermatologia existem múltiplas abordagens, como explica Miguel Trincheiras. Estas são as mais comuns:

- A melhoria da textura cutânea com protocolos de estimulação dérmica capazes de contrariar as mais pequenas rídulas e que dão uma textura mais elástica à pele e a tornam mais luminosa

- O apagamento das rugas de expressão pela aplicação de toxina botulínica

- A aplicação de materiais de preenchimento cutâneo (fillers) nas rugas

- O retensionamento cutâneo pela administração de moléculas estimuladoras e reorganizadoras de novo colagénio e fibras elásticas, peelings despigmentantes, entre outros

Veja na página seguinte: Quando deve ir ao dermatologista

Comentários