Os cosméticos que (não) pode usar depois de uma cirurgia

Está em vias de se submeter a um procedimento cirúrgico ou acaba de fazer um? Veja os cuidados a ter com os produtos de beleza e de maquilhagem

Para alguns, a decisão de fazer uma cirurgia plástica é fácil de tomar. Para outros, pode implicar meses de ponderação. O período pós-operatório envolve muitas interrogações e, por isso, é tão importante esclarecer todas as dúvidas que lhe vão surgindo. E até pormenores que, à partida, parecem supérfluos, podem interferir no processo de recuperação. Nomeadamente, que tipo de cuidados devemos ter em relação aos cosméticos durante o período pós-operatório?

Podemos usar maquilhagem? Aplicar protetor solar durante os dias que se seguem à cirurgia plástica é uma medida essencial? E se a cirurgia for realizada numa zona do corpo, podemos continuar a utilizar o nosso creme hidratante habitual? Para responder a estas e muitas outras questões, contámos com a ajuda de Hélder Silvestre, cirurgião plástico e diretor clínico da Clínica MyMoment.

Fiz uma cirurgia plástica, posso usar maquilhagem?

Os especialistas não recomendam a utilização da maquilhagem habitual logo após a realização de uma cirurgia plástica. Após uma intervenção cirúrgica são necessários «múltiplos apósitos (cremes, emulsões, pomadas e protetores solares) e tratamentos de pós-operatório de forma a conseguir uma recuperação rápida e otimizar o que foi feito no ato cirúrgico», explica Hélder Silvestre. Convém nunca esquecer que um procedimento cirúrgico deve ser tratado como uma ferida e, ao aplicar maquilhagem muito cedo, pode contaminar a ferida e dar origem a infeções.

Que cosméticos são recomendados para o pós-operatório?

Dependendo do tipo de intervenção em causa podem ser usadas «pomadas antibióticas, reepitelizantes, anti-inflamatórios, cicatrizantes ou moderadores de cicatrizes (placas de silicone e lasers)», refere o cirurgião plástico. Mas, atenção, a utilização de qualquer um deles deve sempre ser feita «debaixo da estrita vigilância do cirurgião que operou, de forma a que o pós-operatório decorra da melhor forma», acrescenta ainda.

E quais os tipos de cosméticos que não posso mesmo utilizar?

Os cosméticos de perfumaria devem ser evitados, pois «podem irritar as áreas de intervenção cirúrgica, sobretudo as cicatrizes e, mais importante, a pele extremamente sensível após peelings ou lasers», alerta o cirurgião plástico, advertindo ainda que «a paciente só deverá usar o que lhe for recomendado pelo médico».

Quando posso voltar a usar os meus cremes e maquilhagem habituais?

Tudo depende do procedimento cirúrgico que tiver sido feito. Para um facelift pode ter de esperar até 10 dias até poder aplicar maquilhagem nessa área. Já após uma rinoplastia pode usar maquilhagem na face, exceto no nariz, ao qual não deve exercer qualquer tipo de pressão durante três a quatro semanas a seguir ao procedimento. Numa intervenção às pálpebras ou sobrancelhas, por exemplo, é possível usar maquilhagem no rosto, exceto nesta área.

Depois de uma blefaroplastia, que cuidados devo ter?

«Nos primeiros oito dias após a blefaroplastia deve aplicar pomadas antibióticas e cremes para as equimoses e inflamação (como, por exemplo, arnica)», indica Hélder Silvestre. Já nos 20 dias seguintes, é importante o recurso a apósitos cicatrizantes. Não se esqueça, ainda, que a utilização do protetor solar sempre que sair é muito importante.

E se se tratar de uma lipoaspiração?

Regra geral, «deve hidratar as zonas tratadas com um creme gordo e arnica para as equimoses, além do gelo e de drenagens, que é fundamental», explica o cirurgião plástico. Hélder Silvestre refere ainda que «durante três meses é fundamental utilizar proteção solar máxima para as cicatrizes e áreas tratadas na face e no corpo». As pacientes podem utilizar os seus cremes habituais, em geral, 30 dias depois.

Veja na página seguinte: Que cuidados ter depois de um peeling ou de um tratamento com laser?

Comentários