Óleos faciais

Os benefícios da nova (grande) tendência no universo cosmético

São a nova (grande) tendência no universo cosmético e, ao contrário do que possa imaginar, não se destinam apenas a quem tem a pele seca. Comece já a usar também. Já deve conhecer os benefícios dos óleos de cabelo e óleos de corpo. Agora chegou a vez de falarmos de óleos faciais e do seu elevado poder hidratante, iluminador e antienvelhecimento.Sabemos que não é tarefa fácil porque a maioria das mulheres tem um medo terrível de aplicar óleo no rosto.

Nós também já fomos assim... Inspecionávamos a lista de ingredientes de todos os cosméticos e se lêssemos óleo em algum lado, fugíamos a sete pés por acharmos que tornavam a pele oleosa, favorecendo o aparecimento de borbulhas. Depois, com muita pesquisa e experimentação, lá nos convencemos que fazem exatamente o contrário!

Óleos para todos os tipos de peles

«Por incrível que pareça, a maior parte dos óleos pode (e deve) ser usada até nas peles mais oleosas e com imperfeições», partilhou connosco Joëlle Ciocco, especialista em cuidados de pele de L'Oréal Paris. Por vezes, o corpo produz óleo a mais porque a pele está... seca! Pode parecer-lhe estranho mas a verdade é que como faz tudo para apagar os brilhos da pele, esta sente falta de óleo e começa a produzi-lo numa escala superior à necessária para se manter equilibrada.

Isto significa que as pessoas com pele oleosa a têm, muitas vezes, seca e, para além da acne, são afetadas por uma irritação e desconforto superficiais. Portanto, se adicionarem um óleo à sua rotina, esta vai acalmar e produzir menos óleo. Por outro lado, as pessoas com pele seca sofrem bastante nos meses frios porque a pele reage a tudo. Do calor dos aquecedores ao ar condicionado e à falta de hidratação. E, nestes casos, os óleos faciais são cruciais para pôr fim ao ciclo da pele seca. Para que isso aconteça, passe a incluir um óleo na sua rotina de cuidado pessoal.

Aplique-o depois do creme hidratante com pequenos toques. Isto porque se o aplicar antes do hidratante, está a impedir que este penetre nas células cutâneas (uma vez que não consegue ir além do óleo). O óleo cria uma barreira de hidratação, selando-a na pele e impedindo que o ar a faça dissipar-se. E, se o que pretende mesmo é combater o envelhecimento, não deixe de o aplicar à noite, por cima do seu cuidado rico em ácido glicólico ou retinol. Isto porque sela estes ingredientes na pele, fazendo com que funcionem melhor e mais depressa.

Como usar:

- Depois de aplicar o seu cuidado hidratante habitual, deite duas a três gotas de óleo na ponta dos dedos ou na palma da mão.

- Friccione os dedos para aquecer o óleo.

- Aplique o óleo no rosto e pescoço com toques ligeiros. Estas pancadinhas fazem com que o óleo assente sobre o hidratante em vez de se misturar com este.

3 bons motivos para usar óleos faciais

1. Equilibram a pele Os óleos faciais funcionam em todos os tipos de pele, equilibram-na e
conferem-lhe uma luminosidade natural e saudável. Quer tenha pele oleosa (sim, até as peles oleosas beneficiam dos óleos faciais), mista ou seca, reequilibram e acalmam-na.

2. Têm múltiplos benefícios Os óleos deslizam na pele e encorajam à massagem facial. Massajar o rosto tem múltiplos benefícios: relaxa e tonifica os músculos, ajudando a esculpir o contorno facial, acalma a tensão e o stress, impulsiona a circulação sanguínea e desperta os sentidos.

3. Bastam poucas gotas Se continua com receio de usar óleo facial, comece por misturar uma ou duas gotas no seu creme de noite ou de dia para dar à sua pele um extra de hidratação sem ter de aplicar óleo diretamente no rosto.

Óleos

Texto: Madalena Alçada Baptista

artigo do parceiro:

Comentários