Mezinhas de beleza caseiras

Existem soluções muito práticas e cómodas que se baseiam em conselhos do tempo das avós e das bisavós. Descubra já truques que funcionam mesmo e que lhe permitem poupar dinheiro

Seja para fugir à crise e à austeridade que marcam os tempos que correm ou seja porque gostam de utilizar produtos feitos em casa, há cada vez mais mulheres a voltar às mezinhas de beleza de outros tempos. Cerveja em vez de amaciador para o cabelo, rodelas de pepino para desinchar os olhos cansados, máscaras de mel para hidratar a tez...

Alternativas não faltam! Madalena Alçada Baptista, editora de beleza da revista Saber Viver, experimentou durante alguns dias cinco produtos de beleza feitos em casa. Depois de feita a experiência, a jornalista diz-lhe se funcionam mesmo. E há mezinhas surpreendentes!

Máscara facial

Vai precisar de uma colher de chá de mel, uma colher de chá de natas e meia colher de chá de flocos de aveia. De todos os produtos caseiros que experimentei, esta máscara facial foi a que mais me surpreendeu e agradou. Já sabia que o mel tinha propriedades suavizantes, mas a mistura dos três ingredientes deixou a minha pele mais macia do que qualquer outra máscara que experimentei até hoje.

Depois de a deixar atuar durante cinco minutos, bastou passar o rosto por água fria até ficar completamente limpo. À parte do ligeiro odor a natas com que fiquei, motivo pelo qual aconselho fazer este tratamento à noite antes de dormir, não há um defeito que possa apontar à máscara de mel, natas e aveia. A eficácia é garantida e nem senti necessidade de aplicar um hidratante de seguida.

Parecia que tinha seguido um minucioso protocolo de gabinete de estética, com esfoliações, pulverizações, máscaras e hidratações, aplicados por mãos experientes. Mas não. Foi tudo conseguido em pouco tempo e com ingredientes que tinha na despensa.

Esfoliante corporal

Vai precisar de uma mão-cheia de sal grosso e duas colheres de sopa de azeite ou óleo de sésamo. Se desejar, junte uma gota de óleo essencial de rosas ou lavanda. Decidi usar óleo de sésamo em vez de azeite, com receio que este pudesse ter um cheiro demasiado forte. Misturei-o com o sal grosso numa tigela e levei comigo para a casa de banho.

Molhei o corpo com água quente e esfoliei-me calmamente com movimentos circulares, começando pelos pés, passando pelas pernas, coxas, barriga e costas, terminando nos braços. Voltei a ligar a água e massajei os restos de esfoliante até o remover completamente do corpo.

Para além de sentir que o sal grosso tinha a textura ideal para remover as células mortas e a pele seca acumulada à superfície do meu corpo, o óleo de sésamo conferiu um grau de hidratação enorme sem deixar qualquer odor desagradável. De qualquer das formas, aconselho-a a tentar fazê-lo com umas gotas do seu óleo essencial favorito para poder sentir uma fragrância especial ao longo do dia.

Remédio natural para as olheiras

Vai precisar apenas de um pepino cru. Pode usar também rodelas de batata crua ou saquetas de chá de camomila embebidas em água. Confesso que já recorro a esta mezinha há algum tempo. Duas rodelas de pepino sobre os olhos ao fim do dia, num momento de total relaxamento, é um dos remédios mais eficazes que conheço para desinflamar os papos da zona ocular, amaciá-la e, melhor de tudo, atenuar as olheiras, um problema que me persegue desde tenra idade.

O meu truque é guardar o pepino no frigorífico. Assim, quando estou deitada no sofá em total estado zen, vou rodando as rodelas de pepino e a sensação de frescura prolonga-se durante os 20 minutos aconselhados pelos manuais. Não estranhe, contudo, se, no primeiro contacto, sentir um ligeiro ardor.

É normal e nunca chega a ser doloroso, antes pelo contrário. Vai-se transformando numa frescura muito agradável. Experimente recorrer a esta mezinha todas as noites antes de se deitar e veja os resultados. Depois, comece a espaçar a sua utilização para duas ou três vezes por semana.

Amaciador para cabelos sem brilho

Vai precisar apenas de uma cerveja. E se eu lhe dissesse que pode trocar o seu amaciador habitual por cerveja? Parece-lhe uma ideia estapafúrdia? Eu também pensei que sim, até experimentar esta mezinha original.

Lá fui eu para o duche com uma garrafa de cerveja na mão e, depois de lavar o cabelo com o meu champô habitual, deitei um pouco de cerveja sobre a cabeça, massajei e deixei atuar dois minutos. De seguida, enxaguei com água abundante, com medo que o cheiro a cerveja me perseguisse o resto da noite!

Ainda a duvidar do poder amaciador da cerveja, penteei o cabelo e eis o meu espanto quando constatei que, de facto, ficou super macio, sem qualquer resto da agradável fragrância a cerveja. Ainda por cima, depois de seco, estava com um brilho e volume fora do normal. Adeus amaciador!

Veja na página seguinte: Como conseguir umas unhas mais brancas

Comentários