Linhas mais suaves

Mais cedo ou mais tarde, começam a surgir linhas no rosto – umas mais finas, outras mais profundas: são as rugas, sinais do tempo que passa, mas também testemunhas de algumas agressões a que a pele é sujeita.

É verdade que as rugas fazem parte do processo natural de envelhecimento: com os anos, a pele fica mais fina, mais seca, menos elástica e também menos capaz de se defender dos danos.

Algumas surgem acompanhando as expressões do rosto, instalando-se por exemplo no canto exterior dos olhos, na testa, entre as sobrancelhas e nos cantos dos lábios.

Quando os movimentos são muito repetitivos, acabam por se fixar, marcando a pele. Outras são maiores e mais profundas, traçando linhas horizontais e verticais que, por vezes, se cruzam, formando como que uma rede.

Todavia, há outros fatores que influenciam a formação das rugas: é o caso da exposição excessiva ao sol, do uso incorreto ou insuficiente do protetor solar, da inadequada hidratação da pele, do tabaco e até da alimentação. São fatores que contribuem para o envelhecimento precoce da pele.

A boa notícia é que é possível manter a pele do rosto com uma aparência jovem e bem cuidada, prevenindo a formação de rugas e suavizando as já existentes, com os cuidados adequados. Desde logo, evitar a exposição à radiação ultravioleta, pois destrói as fibras de colagénio e elastina importantes para a saúde e integridade da pele.

Não fumar é outro dos cuidados antirrugas de excelência: é que o tabaco acelera o envelhecimento da pele.

É fundamental que os produtos que se aplicam no rosto sejam adequados ao tipo de pele. Da limpeza à hidratação, é essencial que os gestos e os produtos sejam suaves.

A prevenção passa também pela alimentação: é preciso enriquecer a dieta com frutas e vegetais, pois possuem antioxidantes, substâncias que protegem a pele dos radicais livres (moléculas que danificam as células saudáveis).

E, finalmente, há que dormir o suficiente: uma boa noite de sono faz maravilhas pela pele – não é por acaso que lhe chamam “sono de beleza”.

Saiba mais em www.revistasauda.pt

artigo do parceiro:

Comentários