Grandes soluções para pequenos defeitos estéticos

Existem algumas características corporais que, por serem imperfeitas ou fora do comum, podem constituir motivo de baixa autoestima. Mas existem soluções de correção estética.

De uma forma geral, pode afirmar-se que existe uma solução para cada problema. «Todavia, chamo à atenção para o facto de não existirem reconstruções ad integra ou, por outras palavras, não fazemos milagres. Uma deformidade sem repercussões funcionais ou estéticas importantes pode atingir uma magnitude de dimensões inimagináveis para o paciente», adverte, contudo, António Conde, cirurgião plástico.

Por exemplo, as orelhas descoladas ou a calvície no homem são consideradas pelo especialista como «clássicas fontes de grande sofrimento psíquico», sublinha o especialista. Mas, como o avanço da ciência e o aparecimento de novas técnicas, a solução pode estar mais próxima do que imagina. É preciso ter-se, todavia, a noção que a reconstrução de um defeito deixa sempre qualquer sequela.

Uma situação que estes profissionais tentam sempre que seja minimizada ou até, preferencialmente, que esteja escondida, «pelo que pode dizer-se que a correção é total», salienta ainda este especialista. «Nos casos de orelhas descoladas e da calvície, as respetivas soluções são simples, ao ponto de poderem ser executadas sob anestesia local e em ambulatório, sendo as sequelas totalmente inaparentes», adianta o cirurgião plástico.

Seguem-se alguns exemplos de pequenos defeitos que, pelas mãos de um cirurgião plástico, podem ser solucionados com relativa simplicidade:

- Nariz torto

- Papada ou lipodistrofia cervical

- Orelhas descoladas

- Tornozelos grossos

Outros defeitos com solução

O envelhecimento palpebral, as deformidades na ponta nasal, a ptose supraciliar (sobrancelha descaída) e a correção do lábio fino são outros dos problemas estéticos que mais preocupam as mulheres que também já têm solução cirúrgica disponível em Portugal.

Texto: Cláudia Pinto

artigo do parceiro:

Comentários