Desodorizantes e antitranspirantes: conheça as diferenças

É preciso não confundir desodorizantes e antitranspirantes. Os primeiros disfarçam o odor corporal, já os segundos reduzem a produção de suor.
Ao contrário do que se poderia pensar, o suor (líquido transparente, na sua maioria composto por água, sal, proteínas e óleos) libertado pelas glândulas sudoríparas, não produz odor.

O odor corporal é, na verdade, causado por bactérias inofensivas, presentes naturalmente na pele, que se alimentam da transpiração e produzem um cheiro pouco agradável.

Apesar de não ser algo prejudicial para a saúde, o odor corporal é incomodativo. Assim, de forma a combate-lo, opte por utilizar um desodorizante ou antitranspirante. Estes dois são por vezes confundidos, porém atuam de forma bastante diferente:

  • Os desodorizantes têm como função mascarar o odor corporal, mas sem reduzir a produção de suor. Normalmente, têm álcool na sua composição e também ativos antibacterianos, contribuindo para a redução do número de bactérias presentes na pele.
  • Os antitranspirantes ajudam a reduzir a produção do suor. Os seus ingredientes ativos, tais como os sais de alumínio, dissolvem-se na humidade da pele e formam uma película protetora e temporária sobre os poros das glândulas produtoras de suor, reduzindo a quantidade de transpiração. Ao longo do dia, através da fricção e ação natural da pele, a película vai desaparecendo. Alguns antitranspirantes apresentam também agentes antimicrobianos, de maneira a reduzir o número de bactérias presentes e, desta forma, o odor corporal.

Tanto uns como outros contêm geralmente perfume na sua composição para mascarar o odor. Se a sua pele é sensível, a dica é experimentar um desodorizante ou antitranspirante sem perfume.

Tanto os antitranspirantes como os desodorizantes existem em diferentes formatos, devendo optar pelo que melhor se adapte à sua rotina e preferência pessoal:

  • Sprays: após a sua aplicação, deixam uma sensação de frescura imediata. São práticos e têm uma secagem mais rápida que a de um roll-on;
  • Roll-ons: são fáceis e precisos na sua aplicação;
  • Sticks: ainda que parecidos com os roll-ons, não têm a esfera característica. Apresentam-se sob a forma de um bloco sólido e têm a maior superfície de aplicação, sendo ideais em casos de transpiração excessiva;
  • Cremes: além de serem bastante hidratantes, possibilitam uma aplicação mais localizada.

Tenha em conta que, nem todos os desodorizantes são antitranspirantes, mas a maioria dos antitranspirantes são também desodorizantes, porque têm não só a capacidade de reduzir a transpiração mas também reduzir o número de bactérias e mascarar o odor corporal.

Para um melhor aconselhamento, consulte o seu farmacêutico!

artigo do parceiro:

Comentários