Cuide das suas cicatrizes

Por mais pequenas, discretas e quase invisíveis que sejam, o que nem sempre sucede, há que ter alguns cuidados desde o primeiro dia. Saiba o que deve fazer para se proteger

Ter atenção à visibilidade das cicatrizes é um cuidado que deve ter início logo no momento da cirurgia, sobretudo se não quiser ficar com marcas inestéticas. Miguel Trincheiras, dermatologista, refere que «o primeiro passo para uma cicatrização cosmeticamente aceitável passa por diminuir ao mínimo o processo inflamatório que a acompanha». Isto pode ser conseguido através de uma boa técnica operatória que envolva vários cuidados, como minimizar os danos nos tecidos circundantes e/ou usar materiais de sutura (para coser) pouco irritantes.

Evitar estiramentos perpendiculares à direção da ferida cirúrgica e manter cuidados de assepsia estritos (limpeza e desinfeção da cicatriz) durante a primeira fase de cicatrização são outras das precauções a ter. Para além disso, existem alguns cuidados que se devem seguir nas primeiras semanas após a cirurgia, principalmente no caso de quem tem tendência para o desenvolvimento de cicatrizes muito visíveis. Ressalve-se, por isso, já que é quase impossível apagar uma cicatriz por completo.

Estas são algumas das medidas que, segundo o dermatologista, ajudam a minimizar a sua aparência:

1. Faça pressão no local da cicatriz

É um cuidado importante quando a cicatriz está em evolução. Daí recomendar-se o uso de faixas compressivas durante as primeiras semanas após uma mamoplastia ou abdominoplastia.

2. Utilize substâncias que potenciam a cicatrização

O dermatologista Miguel Trincheiras recomenda a aplicação de produtos com óleo de rosa mosqueta ou derivados de mel, por exemplo.

3. Fuja do sol

A exposição solar pode tornar a cicatriz mais escura, hiperpigmentada.

4. Aplique silicone

A aplicação de lâminas de silicone sobre a cicatriz durante períodos prolongados (cerca de três meses) tende a evitar o seu crescimento, melhorando muito o seu aspecto. Estas lâminas podem ser encontradas nas farmácias e são de venda livre.

5. Recorra a anti-inflamatórios

O uso de corticoides tópicos ou mesmo injectáveis pode ser recomendado nos casos com tendência para desenvolver cicatrizes hipertróficas (exageradamente elevadas) ou queloides. Deve ser feito sob prescrição médica.

Texto: Ana Catarina Alberto com Miguel Trincheiras (dermatologista)

artigo do parceiro:

Comentários