Como escolher o desodorizante mais eficaz

Há tipos adequados a todas as necessidades. Saiba o que (não) deve usar

É um fenómeno muito irritante, sobretudo nos dias de maior calor, mas a verdade é que o nosso corpo mantém uma
temperatura correcta graças à
transpiração.

Trata-se, portanto, de
um processo normal de regulação do organismo
que, no entanto, tem alguns
inconvenientes e incómodos.

As manchas de suor
na roupa e, inclusive, os maus odores
que este provoca (causados por
bactérias) podem fazê-la passar
um mau bocado. Por isso, convém
usar um desodorizante adequado. Este é um aliado imprescindível na higiene diária. Use-o todos
os dias depois do duche e com
a pele totalmente seca.

Um desodorizante para cada necessidade

Poderá encontrar no mercado uma
ampla gama de desodorizantes e
antitranspirantes, apesar de muitos
deles combinarem as duas funções
(o desodorizante camufla o odor da
transpiração e o antitranspirante inibe
a secreção de suor). Escolha, por isso, aquele
de que mais gosta, de acordo com
a sua pele e ritmo quotidiano:

- Se não transpira muito, use uma
fórmula em spray. Este tipo de desodorizante garante uma
sensação de frescura imediata
e é muito fácil de aplicar.

- Se é daquelas pessoas que transpira demasiado, opte por
produtos em roll-on, creme ou
stick, mais eficazes para controlar
o excesso de suor.

- Já se tem a pele sensível, prefira os
desodorizantes em creme, já que
não contêm álcool. Terá de ter
também em conta se o perfume
irrita a sua pele.

- Para evitar manchar a sua
roupa, as fórmulas em stick ou
com activos antimanchas para
roupa branca ou preta são os mais
aconselhados.

- Se acabou de depilar-se, procure
usar um produto que não contenha
álcool na sua composição ou
correrá o risco de ficar com uma
sensação de ardor na pele.

Conselhos básicos para quem sua em demasia

O excesso de transpiração
é um problema para
muitas pessoas. Nestes
casos, o suor excessivo
costuma concentrar-se
nas axilas, nas palmas
das mãos e dos pés. Siga estas dicas para
controlar o problema:

- Mantenha uma
alimentação equilibrada.
Os alimentos que ingere
também influenciam a
sua transpiração. Tente
incluir verduras e citrinos
nas suas ementas e evite
alguns alimentos como
o alho, os espargos e
a cebola, que dão mau
odor ao suor.


- Hidrate-se bem. Pode
ser uma novidade para
si mas a verdade é que
se não quiser transpirar
em excesso, deve beber
muitos líquidos.


- Use preferencialmente tecidos naturais.
O algodão, o linho e a seda
são os tecidos que melhor
transpiram, enquanto que
os sintéticos jogam contra
si no que diz respeito à
transpiração.


- Recorra ao botox, se for caso disso. Quando a hiperidrose
(sudação excessiva) não
regride com produtos
específicos ou outro
tipo de tratamentos,
pode recorrer-se às
injecções de botox,
técnica que se tem
revelado muito eficaz
para controlar a produção
de suor.

Texto: Madalena Alçada Baptista

artigo do parceiro:

Comentários