Cirurgias estéticas contraindicadas

Existem condições que impedem a realização de alguns procedimentos cirúrgicos. Descubra já quais são e em que situações essas operações plásticas não se podem concretizar

Lá porque gostaria de mudar algo em si não significa que, na prática, o possa mesmo fazer. E muitas  vezes por culpa sua! Sabia que existe um paciente ideal para cada procedimento estético ou cirurgia? E que alguns tratamentos são desaconselhados em determinadas situações? Falámos com diferentes especialistas sobre este tema e partilhamos consigo os métodos mais indicados para cada paciente. Curioso?

Lipoaspiração

É uma das técnicas mais populares em cirurgia plástica. Consiste em esculpir o corpo, removendo a gordura indesejada, que não respondeu a dieta e exercício, do abdómen, flancos, coxas, joelhos e pescoço. Através de uma incisão com entre 2 a 3 mm introduz-se uma cânula que aspira a gordura. Esta intervenção está contraindicada para quem «tem um índice de massa corporal elevado e necessite de emagrecer», como nos explicou Freire dos Santos, chefe do Serviço de Cirurgia Plástica dos Hospitais da Universidade de Coimbra.

O paciente ideal «é jovem, não tem flacidez, faz exercício, tem uma alimentação equilibrada, um índice de massa corporal normal, e apenas tem pequenos depósitos de gordura», refere ainda este especialista. Para saber mais sobre este tratamento, fique a par dos diferentes tipos de lipoaspirações que existem e conheça a resposta para as 15 perguntas-chave sobre lipoaspiração tridimensional que importa fazer.

Tratamento de varizes

São métodos para melhorar a circulação venosa comprometida pelas varizes, desde as superficiais e pequenas (derrames) às mais profundas (tronculares). A lista inclui escleroterapia, esclerose com micro-espuma, laser externo e luz intensa pulsada, flebectomia e laser endovascular. Segundo Emílio Valls, cirurgião da Clínica Luso-Espanhola, «é recomendável efetuar um estudo com Eco-Doppler vascular de modo a realizar um mapa, o mais real possível, da circulação venosa dos membros inferiores e poder assim ajustar adequadamente o tratamento».

Para todos os procedimentos, não se aconselha apanhar sol nas semanas seguintes. Deve também parar de tomar salicilatos, como aspirina, 10 dias antes da cirurgia para evitar hemorragia excessiva. Em geral, os pacientes com doenças da coagulação do sangue (coagulopatias) podem ter complicações graves.

Não poder cumprir as regras recomendadas no pós-operatório (usar meias de descanso durante a noite, ter os membros inferiores ligeiramente mais elevados que o coração, fazer pequenos passeios, perder peso e não estar muito tempo em pé ou sentado) é outra das contraindicações. Para saber mais sobre o tratamento de varizes com laser endovascular, clique aqui.

Veja na página seguinte: As condicionantes do método que reduz os papos dos olhos

Comentários